Cena Política

Lauro dá puxão de orelha em Márcio


O Diário mostrou no sábado declaração do prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), que bancou a candidatura à sua sucessão capitaneada pelo deputado estadual Márcio da Farmácia (Podemos). Os dois se alinharam politicamente em 2010, estiveram juntos na primeira vitória de Lauro ao Paço, em 2012, e um foi vice do outro em 2016, na reeleição. O verde diz que todos os movimentos do governo foram para que Márcio lidere a chapa no ano que vem. Apesar de todos os acenos e declarações, Lauro não poupou uma crítica à atuação do aliado. O prefeito considerou bem tímida a postura de Márcio da Farmácia na discussão sobre a implantação da Linha 18-Bronze para a região. Diadema não só ficou fora da Linha 18-Bronze como também foi alijada do pacote de mobilidade anunciado pelo governo do Estado – que envolveu a troca de monotrilho pelo BRT (sigla em inglês para ônibus de alta velocidade) na Linha 18, modernização de trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) na Linha 10-Turquesa e retomada dos estudos da Linha 20-Rosa do Metrô. “Acho que deveria ter feito mais, sim. Poderia ter brigado por Diadema mais incisivamente, sim.”

BASTIDORES

Pressão
A base da prefeita de Mauá, Alaíde Damo (MDB), se reúne hoje com a emedebista para pedir a cabeça do secretário de Relações Institucionais, Paulo Barthasar. A relação, que nunca foi das melhores, azedou depois de comentários jocosos de Barthasar sobre a situação jurídica de parlamentares. A bancada já avisou que, se ele permanecer, nenhum projeto do governo passará na casa.

Pedido negado – 1
A juíza Ana Paula Ortega Marson, da Vara do Juizado Especial Cível de São Caetano, não concedeu pedido de liminar feito pelo vereador César Oliva (PL) contra o prefeito José Auricchio Júnior (PSDB) e o secretário de Comunicação, Fernando Scarmelotti, a respeito de postagem feita no perfil oficial da Prefeitura de São Caetano nas redes sociais contra declarações feitas pelo parlamentar contra o sistema Detecta, de câmeras de segurança.

Pedido negado – 2
César Oliva queria que a postagem fosse retirada do ar imediatamente dentro de ação de obrigação de fazer com danos morais. Ele alegou que sua imagem foi utilizada em postagem com objetivo de denegri-lo e caluniá-lo, com uso da máquina pública para tal feito. Os argumentos, preliminarmente, não foram aceitos pela Justiça de São Caetano. Segundo a juíza, não estavam presentes requisitos legais para concessão da liminar. O processo segue em trâmite.

Luto
Morreu ontem Ivo Pellegrino, advogado e engenheiro de São Caetano, filho do autonomista e primeiro prefeito da cidade, Ângelo Raphael Pellegrino. O corpo de Pellegrino será enterrado hoje, às 11h, no Cemitério Vila Santa Paula. O presidente da Câmara, Pio Mielo (MDB), lembrou do trabalho de Ivo Pellegrino à frente do Gama (Grupo de Amigos do Movimento Autonomista). “Atuava para preservação da memória da nossa autonomia e, por consequência, da nossa história.”

Palestra
O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), participou de curso de formação política promovido pelo ex-prefeito de Ribeirão Pires Clóvis Volpi (Patriota). Ele explanou sobre saúde pública a pré-candidatos a vereador de Ribeirão. “Agradeço ao amigo Clóvis Volpi pelo convite e pela oportunidade de passar um pouco da nossa experiência na gestão pública.” 

Comentários


Veja Também


Lauro dá puxão de orelha em Márcio

O Diário mostrou no sábado declaração do prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), que bancou a candidatura à sua sucessão capitaneada pelo deputado estadual Márcio da Farmácia (Podemos). Os dois se alinharam politicamente em 2010, estiveram juntos na primeira vitória de Lauro ao Paço, em 2012, e ...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar