Márcio Bernardes

Como será o final disso?


 No começo dos anos 2000 o competente dentista santista, esportista e entendedor de futebol, me disse com convicção:” tem um moleque nas categorias de base do Santos que será bambambã”.

Celeiro de craques, a começar do maior deles, acreditei na previsão, mas não me interessei profundamente pela informação. O tempo passou e a Vila Belmiro viu desfilar mais um grande jogador.

Aí descobriram em 2012 que o moleque havia jogado pelo Santos no final do ano anterior no Japão contra o seu futuro time. Na conta bancária, especula-se, um depósito de 10 milhões de euros.

A saída do Santos foi tumultuada, há processo até hoje da DIS contra o Santos e o pai do menino, que já adulto, mostrou todo seu talento no Barcelona.

Há dois anos aconteceu a maior transação do futebol mundial; por 222 milhões de euros, com um ambicioso projeto, o PSG levou o craque para Paris.

Agora a torcida francesa insulta o jogador, pede para ele sumir de Paris e um jovem estudante, Marcel Merridieu, fanático pelo time da capital, deu uma boa definição: “Neymar é um craque. Mas um mau caráter”.

Em poucas linhas está sintetizada a história de um craque, mas que tem uma triste e polêmica trajetória pessoal.Não se sabe se Neymar é marrento e de difícil convivência ou se o seu pai, gestor de sua carreira, é incapaz de dar-lhe bons exemplos.

Onde vai terminar isso?

Polêmico
Pela sua história como goleiro do São Paulo, Rogério Ceni deveria ser unanimidade. Mas como Nelson Rodrigues cravou que toda unanimidade é burra a vida do goleiro-artilheiro segue a polêmica sina agora como treinador.

Rogério pagou a multa de rescisão contratual com o Fortaleza. Cumpriu a mais importante regra para desfazer o acordo. E ainda assim tem gente que critica o novo treinador do Cruzeiro.

As opiniões são as mais diversas. Algumas delas, como por exemplo, a que não concorda com o rompimento unilateral do contrato, merecem debates. Mas fica claro que por mais correto que seja a condução pessoal e profissional, jamais Rogério Ceni deixará de ser um polemista.
No começo dos anos 2000 o competente dentista santista, esportista e entendedor de futebol, me disse com convicção:” tem um moleque nas categorias de base do Santos que será bambambã”.

Celeiro de craques, a começar do maior deles, acreditei na previsão, mas não me interessei profundamente pela informação. O tempo passou e a Vila Belmiro viu desfilar mais um grande jogador.

Aí descobriram em 2012 que o moleque havia jogado pelo Santos no final do ano anterior no Japão contra o seu futuro time. Na conta bancária, especula-se, um depósito de 10 milhões de euros.

A saída do Santos foi tumultuada, há processo até hoje da DIS contra o Santos e o pai do menino, que já adulto, mostrou todo seu talento no Barcelona.

Há dois anos aconteceu a maior transação do futebol mundial; por 222 milhões de euros, com um ambicioso projeto, o PSG levou o craque para Paris.

Agora a torcida francesa insulta o jogador, pede para ele sumir de Paris e um jovem estudante, Marcel Merridieu, fanático pelo time da capital, deu uma boa definição: “Neymar é um craque. Mas um mau caráter”.

Em poucas linhas está sintetizada a história de um craque, mas que tem uma triste e polêmica trajetória pessoal.Não se sabe se Neymar é marrento e de difícil convivência ou se o seu pai, gestor de sua carreira, é incapaz de dar-lhe bons exemplos.

Onde vai terminar isso?

Comentários


Veja Também


Como será o final disso?

 No começo dos anos 2000 o competente dentista santista, esportista e entendedor de futebol, me disse com convicção:” tem um moleque nas categorias de base do Santos que será bambambã”.

Celeiro de craques, a começar do maior deles, acreditei na previsão, mas não me interessei profund...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar