Cotidiano

Tudo vai muito bem


Tudo vai muito bem sim, considerando a economia forte que toca esta amada e idolatrada Pátria Tupinambá. Economia que segue a todo vapor, singrando no mar do crescimento e da prosperidade. Economia robusta que leva a Nação ao pleno emprego. E, caso não se lembre, amigo, é justamente o que quase perdemos de vez quando o governo de pensamento vil e retrógrado habitou o planalto e governou para si e para os seus, levando à beira do abismo este gigantesco terreiro.

Mas agora tudo vai muito bem, porque dinheiro girando proporciona saúde melhor para o povo, com atendimento de primeira nos hospitais públicos, que empregam médicos felizes por serem bem remunerados e por terem à sua disposição equipamentos e material, sem miséria.

Felicidade é o que transpiramos nos dias atuais, uma vez que vivemos numa terra justa em que todos estão bem empregados e, por isso, não lhes faltam recursos para pagar qualquer despesa. Até moradia, veja só!

Tudo vai bem na educação da nossa rica terra, simplesmente porque muito se tem investido nesta área primordial para a expansão da economia de um país. E professores bem pagos, como os que temos aqui, tendem a realizar um ótimo trabalho. Todos sabem, afinal, que sem educação não há desenvolvimento. Até mesmo chefes absolutistas de algumas partes do mundo começam a desconfiar da necessidade dela. Suspeitam mesmo de sua força.

Tudo vai muito bem nesta Pátria de meu Deus, porque violência aqui foi erradicada há tempos. A polícia, nos dias de hoje, deixa suas armas no quartel e patrulha as ruas sem elas. Não é incrível?! Muito natural: povo educado e bem empregado não pensa em se apropriar de objeto alheio, nem cometer destino por causa qualquer.

Tudo vai muito bem no meio ambiente daqui, deste imenso território. Há muito que governantes se conscientizaram da necessidade de cuidar da natureza como forma de preservar a vida, incluindo a vida humana. Agrotóxicos, os mais venenosos, foram banidos deste quintal. Até porque, a duras penas e muito prejuízo, descobriu-se que outros governos só compram produtos saudáveis de outros países. Não querem ver doente sua população por causa da bandidagem desmedida, que, por um descuido, acabam tomando o poder em uma pobre nação agrícola.

Tudo vai muito bem com a pesquisa científica, que conta com total apoio do governo e dos empresários. Claro! Indústria se desenvolvendo a todo vapor dá suporte a cientistas que pesquisam novos materiais, novos produtos! Todos sabem, afinal, que nenhum país deseja caminhar na lanterna da evolução, pela falta de investimento em universidades.

Tudo vai muito bem, porque o combate ao desmatamento da bela selva é ferrenho e garante aos índios e aos animais segurança e sobrevivência no seu santuário.

Tudo vai muito bem com a nossa petroleira e com nossa fábrica de aviões, ambas, patrimônios nacionais.

E eu me perdia, assim feliz, nestas reflexões... Escrevia com afinco cada palavra, embebido de entusiasmo e inspiração, quando acordei e me vi na penumbra da manhã, distante do meu material de trabalho e, o mais desesperador: percebi logo que nada mudara, que ainda pendíamos perigosamente à beira do abismo. Descobri, enfim, que acabava de acordar para o pesadelo dos dias atuais. 

Comentários


Veja Também


Tudo vai muito bem

Tudo vai muito bem sim, considerando a economia forte que toca esta amada e idolatrada Pátria Tupinambá. Economia que segue a todo vapor, singrando no mar do crescimento e da prosperidade. Economia robusta que leva a Nação ao pleno emprego. E, caso não se lembre, amigo, é justamente o que quase p...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar