Setecidades

Mauá inaugura salas e amplia atendimento em creche para 150 crianças


A Prefeitura de Mauá inaugurou, na tarde desta quarta-feira (7), cinco novas salas de aula, uma biblioteca, cozinha e refeitório da EM (Escola Municipal) Carolina Moreira da Silva, no Jardim Oratório. Com a ampliação, foram abertas 150 vagas para crianças de 0 a 3 anos. Agora, o local passa a atender 720 crianças de 0 a 5 anos. Os novos alunos começam a estudar na sexta-feira. A ampliação foi feita em uma antiga UBS (Unidade Básica de Saúde) que estava fechada há oito anos e ficava ao lado da escola. "Quando viemos visitar a unidade vi todo esse espaço fechado e falei que a gente deveria aproveitar para abrirmos mais salas de aula", explicou a secretária de Educação da cidade, Denise Debarcolo. A reforma e adaptação do equipamento custou cerca de R$ 400 mil e foi executada em um prazo de 80 dias.

Atualmente, a cidade conta com quase 4.000 crianças na fila de espera por vaga em creche ou educação infantil. "É muito emocionante podermos entregar essa ampliação hoje, porque estamos fazendo tudo com muita dificuldade e sem recursos", declarou a prefeita Alaíde Damo (MDB). A secretaria de Educação afirmou que a administração municipal está higienizando vários conjuntos de uniformes escolares, adquiridos em outras gestões, e que estavam guardados em depósitos para entregar para os novos alunos. "Temos 12 contratos de uniformes parados na Polícia Federal e não podemos comprar. Mas se existem essas peças, a prefeita já falou que não importa qual foi o partido que comprou, tem que entregar para a população."

O ex-prefeito Átila Jacomussi (PSB), afastado do cargo em abril após sofrer impeachment, foi preso em maio do ano passado, em meio a operação da PF que apurava desvio de recursos em contratos de merenda escolar. O socialista ainda seria preso novamente em dezembro de 2018, acusado de pagar Mensalinho para 22 vereadores e um suplente. Durante a cerimônia de inauguração das novas instalações, a secretária de Educação chegou a dizer que "o dinheiro que foi tirado de lá (Secretaria de Educação), dava para construir três escolas com dez salas, refeitório e laboratório." Questionada se se referia aos supostos desvios, a gestora disse que não poderia entrar em detalhes. A assessoria de imprensa justificou que a fala foi uma referência à remanejamentos de orçamento, como encerramento de contrato de locação de automóveis e renegociação com fornecedores.

Comentários


Veja Também


Mauá inaugura salas e amplia atendimento em creche para 150 crianças

A Prefeitura de Mauá inaugurou, na tarde desta quarta-feira (7), cinco novas salas de aula, uma biblioteca, cozinha e refeitório da EM (Escola Municipal) Carolina Moreira da Silva, no Jardim Oratório. Com a ampliação, foram abertas 150 vagas para crianças de 0 a 3 anos. Agora, o local pas...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar