Memória

A volta do árbitro


O fato aconteceu esta semana. Levado pelo repórter Mauricio Silva, o professor Enemias Alves de Oliveira, 67 anos, há 49 residindo em Santo André, voltou a vestir um uniforme de juiz de futebol e se dirigiu ao campo do Vasco da Gama e da Portuguesa, a poucos metros do Estádio Bruno Daniel. Ali participou de uma sessão de fotografias.

As fotos estão no programa “Memória na TV” desta semana. Enemias aparece num vídeo da série ‘Globalizado TV’, entrevistado pelo jornalista Elton Matos: “Profissão Árbitro de Futebol”. Ao Maurício, ele conta histórias saborosas.

- Foi árbitro da FPF (Federação Paulista de Futebol) e da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) entre 1978 e 1998.

- Pacaembu, São Paulo e Guarani. Dois jogadores se estranham. Enemias ergue a mão direita mostrando dois dedos – sinal de que expulsaria os dois jogadores. No mesmo instante o serviço de som do estádio anuncia o placar de outro jogo: Corinthians 2, Santos 0. “O juiz é corintiano e está festejando o resultado”, disseram as más línguas, erroneamente.

- Final da Segunda Divisão do Paulistão: Comercial e Rio Branco. A anulação de um gol aos 47 minutos causou a maior confusão. O trio de arbitragem saiu escoltado pela polícia. No outro dia Enemias recebeu uma ligação da Federação, parabenizando-o: o gol realmente tinha sido irregular.

- Vila Belmiro, 1996. Amistoso entre Santos e Real Madrid: 2 a 0 para o Santos. O jogo mais importante da sua vida, que lhe valeu como prêmio uma flâmula do clube espanhol.

- Um sonho: formado em Direito, Filosofia, Letras e Pedagogia, Enemias quer agora cursar Jornalismo e atuar como comentarista de arbitragem numa emissora de televisão.

MEMÓRIA NA TV 

Profissão: árbitro de futebol

Uma exposição do Grupo Cênico Regina Pacis

Revista Raízes chega ao ano 30

O adeus de Joel Maziero, historiador de Ribeirão Pires

No ar pelo Diário Online: www.dgabc.com.br.

Jorge Amado, o escritor, o deputado...

Texto: Milton Parron

Jorge Leal Amado de Faria, notável escritor brasileiro, será o foco do programa Memória deste final de semana. Afinal, Jorge Amado nasceu e morreu no mês de agosto, que agora se inicia (1912-2001). 

Eu estive com Jorge e sua esposa Zélia, também escritora notável, em três ocasiões para longas entrevistas, uma delas, em 1976, na residência do casal, em Salvador. Naquele dia ele pegou o telefone na minha frente e conseguiu que a ialorixá Mãe Menininha me recebesse para uma entrevista.

Parte desse material, no que diz respeito a Jorge Amado, será exibido no programa deste final de semana, incluindo depoimentos bem mais antigos e, até, trecho da promulgação da quarta Constituição brasileira, em 1946, episódio que sempre emocionava Jorge Amado pelo simples fato de que ele tinha sido um dos signatários daquele documento na condição de deputado constituinte eleito logo após a deposição de Getúlio Vargas, em 1945. 

Sugiro que ouçam um pouco da história de vida de Jorge Amado, relatada por ele próprio, pois se trata de um dos mais famosos e traduzidos escritores brasileiros de todos os tempos, além de ser o autor mais adaptado do cinema, do teatro e da televisão em nosso País.

EM PAUTA

NO AR – Rádio Bandeirantes AM (840) e FM (90,9). Memória. Uma conversa com Jorge Amado. Produção e apresentação: Milton Parron. Hoje, às 23h – se houver futebol o programa atrasa, com reprise amanhã, sem atraso às 5h. E na internet em bandeirantes.com.br.

Diário há 30 anos

Quinta-feira, 3 de agosto de 1989 – ano 32, edição 7134 

Manchete –  Collor (candidato à Presidência da República) afirma que operários do ABC cansaram de greve.

Adeus – Morre, no Recife, Luiz Gonzaga, 76 anos, o Rei do Baião, um sanfoneiro iniciado nas valsas vienenses.

Em 3 de agosto de...

1974 – Começa mais um Campeonato Paulista. O Saad, de São Caetano, convidado, representa o Grande ABC e empata com o Palmeiras, no Parque Antarctica, em 2 a 2.

1984 – Prefeitura isenta de impostos municipais as famílias vítimas das enchentes.

Hoje

- Dia do Tintureiro

- Dia do Capoeirista

Santos do dia

- Uma antiga tradição cristã a respeito do culto aos santos demonstra que Santa Lídia foi uma das primeiras santas a ser venerada dentro da fé católica.

Lídia era uma prosélita, ou seja, uma pagã convertida ao judaísmo. Veio da Grécia asiática e instalou-se para o seu comércio em Filipos, porto do Mar Egeu.

- Nicodemes

Fonte - Blog: Canção Nova 

Municípios brasileiros

Celebram seus aniversários em 2 de agosto:

- No Ceará, Araripe

- No Mato Grosso do Sul, Cassilândia

- No Mato Grosso, Guiratinga

- Na Bahia Ibirapitanga e Potiraguá

- Em Goiás, Nerópolis

- No Rio Grande do Norte, Serra Negra do Norte

Fonte: IBGE

Comentários


Veja Também


A volta do árbitro

O fato aconteceu esta semana. Levado pelo repórter Mauricio Silva, o professor Enemias Alves de Oliveira, 67 anos, há 49 residindo em Santo André, voltou a vestir um uniforme de juiz de futebol e se dirigiu ao campo do Vasco da Gama e da Portuguesa, a poucos metros do Estádio Bruno Daniel. Ali pa...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar