Esportes

Zanetti se decepciona com prata; Barreto é ouro no cavalo com alças


Misto de decepção e alegria deu o tom no penúltimo dia de disputa da ginástica artística nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru. Ontem, Arthur Zanetti, de São Caetano, cometeu falha em prova que é sua especialidade, as argolas, e acabou com a medalha de prata. Por outro lado, Francisco Barreto teve grande desempenho no cavalo com alças e conquistou o ouro.

Após o resultado da prova, o são-caetanense não escondia a insatisfação com sua apresentação, a qual foi superada pelo mexicano Fabian de Luna. E depois de receber a medalha de prata, o ginasta desabafou. “Agradeço a todos que torcem pela ginástica. Saio decepcionado. Não fiz o meu melhor. Poderia ter feito muito mais. Tive alguns contratempos no caminho, mas não é desculpa. Não fiz o meu melhor e não veio o resultado esperado”, declarou Zanetti, que ainda ficou em sétimo no solo.

Francisco Barreto, por sua vez, esbanjava sorrisos aliviados após o ouro no cavalo com alças. “Odeio a expectativa de depender da nota do outro. Entrei para fazer meu melhor, optei pela estratégia de fazer uma série mais simples, mais segura. Saí contente, mas sei que posso fazer melhor. Isso me causou um desconforto. Depois só agradeci, porque fiz meu papel”, declarou o campeão, que hoje ainda disputa as finais das barras paralelas e da barra fixa. Ele, Zanetti, Arthur Nory, Caio Souza e Luis Porto já haviam conquistado o ouro por equipes, na madrugada de segunda-feira.

OUTRAS MEDALHAS
Fernando Reis conquistou ontem o tricampeonato Pan-Americano no levantamento de peso. O brasileiro levantou 190kg no arranco e 230kg no arremesso, 420kg no total, marca 21kg acima do segundo colocado, o cubano Luis Manuel Lauret. O mexicano Raul Manriquez completou o pódio.

Já no vôlei de praia feminino, a dupla formada por Angela Lavalle e Carol Horta ficou com o bronze ao vencer as cubanas Delís e Martínez por 2 sets a 0, parciais de 21/19 e 21/18.

Na disputa do tiro esportivo, o brasileiro Roberto Schmits conquistou a medalha de bronze na fossa olímpica. Ouro e prata ficaram com os norte-americanos Brian Burrows e Derek Hadelmen, respectivamente. Ambos ficaram com as vagas olímpicas em disputa.

Handebol feminino fatura o hexa e vaga olímpica

A Seleção Brasileira feminina de handebol teve atuação primorosa no segundo tempo para vencer a Argentina por 30 a 21, ontem à noite, na final dos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru. O resultado deu o ouro pela sexta vez consecutiva à equipe verde e amarela, a vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 e aproximou o Brasil da segunda colocação no quadro geral de medalhas (11 ouros, contra 13 do vice-líder México; os Estados Unidos somam 28).

A primeira etapa ficou marcada pelo equilíbrio e terminou empatada por 12 a 12. Entretanto, com grande volume ofensivo – sobretudo de Duda e Deonise, com cinco gols cada – e bom desempenho defensivo, as brasileiras conseguiram abrir vantagem e, no fim, apenas administraram até o apito final.

Outra modalidade que já garantiu pelo menos medalhas de prata ao Brasil é o boxe. Keno Machado, Herbert Conceição, Jucielen Cerqueira e Beatriz Ferreira se classificaram à final e disputarão o ouro pan-americano. 

Comentários


Veja Também


Zanetti se decepciona com prata; Barreto é ouro no cavalo com alças

Misto de decepção e alegria deu o tom no penúltimo dia de disputa da ginástica artística nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru. Ontem, Arthur Zanetti, de São Caetano, cometeu falha em prova que é sua especialidade, as argolas, e acabou com a medalha de prata. Por outro lado, Francisco Barreto...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar