Márcio Bernardes

Compreensível


 Uma competição de pontos corridos não consegue apresentar grandes emoções em todas as rodadas. Neste final de semana, com 9 jogos disputados, teve mais discussão do que emoção. Não estamos computando CSA x Grêmio, porque a coluna foi fechada na manhã de segunda-feira e o jogo seria realizado a noite.

Resultados magros, simples, vitórias esperadas. Até o triunfo do Atlético-PR sobre o Cruzeiro em Minas Gerais por 2 x 0 não pode ser considerado uma surpresa. Os mineiros têm oscilado e os paranaenses mostram força e estrutura.

No sábado o São Paulo venceu o Fluminense por 2x1 sem empolgar. Teve um lance polêmico, cujo pênalti para o São Paulo foi marcado pelo VAR. O Palmeiras levou um susto e só empatou em casa com o Vasco da Gama. O Internacional fez um resultado magro contra o Ceará.

No domingo o Santos mostrou um jogo com qualidade e empolgou a torcida na Vila Belmiro. Vitória sobre o Avaí de 3x1 foi mais do que justa. O Corinthians visitou o Fortaleza e sapecou 3x1 no adversário.

Chapecoense e Bahia terminaram em 0x0, mesmo resultado de Goiás e Atlético-MG. O Flamengo venceu o Botafogo por 3 x 2. Jogo com 5 gols, aliás o de maior número de gols. Portanto, tivemos a média de 2,33 gols, o que pode ser considerado baixo.

Como se vê, jogos e resultados poucos emocionantes. Normal. Não é possível exigir que todas as rodadas de um campeonato como o Brasileiro tenham alta média de gols e empolguem tanto quanto os mata-matas.

Debate

Uma parcela da torcida santista defende que o time jogue apenas na Vila Belmiro. Neste primeiro semestre o Santos mandou vários jogos no Pacaembu e é claro, atraiu mais espectadores.

Neste domingo, quando venceu o Avaí e assumiu a liderança do Brasileiro, a Vila Belmiro estava lotada. Mas com apenas 12.787 presentes. E a renda foi baixa, baixíssima: R$ 461.520,00. Esse valor mal paga o salário do treinador Jorge Sampaoli.

A discussão sobre o assunto está mais no campo emocional do que racional. E precisam chegar a um consenso. Não se faz futebol em qualquer lugar sem dinheiro. Dos quatro grandes o Santos é o que menos recebe da TV, do marketing e da torcida.

Comentários


Veja Também


Compreensível

 Uma competição de pontos corridos não consegue apresentar grandes emoções em todas as rodadas. Neste final de semana, com 9 jogos disputados, teve mais discussão do que emoção. Não estamos computando CSA x Grêmio, porque a coluna foi fechada na manhã de segunda-feira e o jogo seria realizad...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar