Setecidades

Duplicação do Adib Chamas é prometida para janeiro de 2021


 O prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), assinou na tarde de ontem ordem de serviço para início das obras de duplicação do Viaduto Adib Chammas, no Centro da cidade. A expectativa é a de que a conclusão das intervenções aconteça em até 18 meses, ou seja, em janeiro de 2021.

De acordo com o prefeito, a cada 60 dias serão realizadas vistorias para acompanhar o andamento dos trabalhos. Serão investidos R$ 15,9 milhões em recursos, fruto de financiamento do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), que aportou US$ 25 milhões (R$ 94,5 milhões pela cotação atual) para investimentos em infraestrutura e mobilidade. Essa foi a primeira licitação internacional da cidade, que teve a participação de sete empresas estrangeiras. A vencedora foi a Terracom Construções. “Hoje, sem dúvida, é um dia para se comemorar muito na cidade. Temos meio viaduto sobre o Rio Tamanduateí e, agora, depois de 27 anos, vamos poder concluir o projeto”, destacou Paulo Serra. 

O traçado original, que já tem quase quatro décadas, precisou ser atualizado e modernizado. “As exigências de carga em um viaduto como esse mudaram bastante. Hoje existem carretas maiores e mais pesadas do que antigamente e também há o aumento da frota, que de 1992 para cá mais do que duplicou”, explicou o prefeito. Segundo ele, o projeto original serviu de base para a obra, no entanto, as as pistas precisaram ser alargadas e o padrão construtivo é outro.

Serão construídas mais duas faixas para a duplicação do viaduto, por um método chamado de balanço construtivo, sem a necessidade de pilares. A ideia é interferir o menos possível no trânsito da Avenida dos Estados – uma das vias mais importantes da região (liga Mauá à Capital passando por Santo André e São Caetano) e que recebe fluxo médio de 100 mil veículos por dia. A execução da obra é feita por módulos, simultaneamente dos dois lados do viaduto para manter o equilíbrio da estrutura, até as estruturas se encontrarem no centro. 

De acordo com o secretário de Mobilidade Urbana, Ajan Marques, esse método deve fazer com que o prazo de conclusão seja menor do que o estimado – de 18 meses –, sem detalhar.

Paulo Serra destacou que a duplicação do viaduto deve reduzir em até 30% o tempo de viagem entre o 1º e o 2º subdistritos da cidade. “Vamos resolver de maneira definitiva e permanente essa integração”, pontuou. “Com as melhorias, deve aumentar esse número de veículos que circulam pela Avenida dos Estados, e, por isso, vamos realizar obras também no entorno”, completou.

Projeto original levará quase quatro décadas para ser concluído

A duplicação do viaduto Adib Chammas, que promete melhorar a ligação entre o 1º e o 2º subdistritos de Santo André, será finalizada quando o projeto original da obra completar praticamente 40 anos. Construído parcialmente em 1981 pelo ex-prefeito Lincoln Grillo (morto em 2013), o equipamento teve a a última intervenção realizada em 1992, pelo ex-prefeito Celso Daniel (PT, morto em 2002).

O prefeito Paulo Serra (PSDB), lembrou que era secretário de Obras na gestão Carlos Grana (PT) – entre 2013 e 2016 –, quando deu início às tratativas para o financiamento de US$ 25 milhões (R$ 94,5 milhões pela cotação atual) que era destinado a obras de mobilidade. 

“O financiamento estava paralisado porque a saúde financeira da cidade estava completamente debilitada”, explicou. “A gente conseguiu recuperar em um ano e meio o rating da cidade e precisamos de mais um ano para toda burocracia que envolve processo como esse com o BID”, concluiu. 

Comentários


Veja Também


Duplicação do Adib Chamas é prometida para janeiro de 2021

 O prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), assinou na tarde de ontem ordem de serviço para início das obras de duplicação do Viaduto Adib Chammas, no Centro da cidade. A expectativa é a de que a conclusão das intervenções aconteça em até 18 meses, ou seja, em janeiro de 2021.

De...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar