Memória

Um aeroporto em Santo André


 “Acho fascinante que com os jornais vamos reconstruindo a história e os destinos de alguns lugares”.


Maria Claudia Ferreira, pesquisadora de Santo André que nos envia duas matérias do Correio Paulistano que registram esta história: edições de 13 de maio e 28 de agosto de 1942.


Vez ou outra se fala na construção de um aeroporto no Grande ABC. Pois já houve um, administrado pelo Aero Clube de Santo André e localizado no espaço hoje ocupado pelo Parque Novo Oratório.

O Aero Clube de Santo André foi fundado em 1939 e presidido pelo engenheiro Luiz Meira, hoje nome de viaduto em frente às Fundações ABC e Santo André. Durante a guerra, o aeroporto foi visitado por autoridades como Fernando Costa, interventor federal em São Paulo, e o general Mauricio Cardoso, comandante da 2ª Região Militar.

Uma das visitas ocorreu em 12 de maio de 1942. O prefeito de Santo André, também interventor, José de Carvalho Sobrinho, recepcionou uma comitiva interessada em escolher o local para a instalação de uma escola de cadetes.

Escolhido o local – dentro de uma área de 200 alqueires – ali foi erigido um hangar e formada a primeira turma de 12 pilotos.

Os exames foram realizados em 9 de agosto de 1942 por Edgard Fontes e capitão Hildegardo Silva Miranda, os examinadores.

Os 12 brevetados: Luiz Lobo Neto (advogado e vereador), Domingos Pegoraro, Nicolino Paula Campanela, Odilon Franco, Ailor Pinto, Ernesto Pio, Alcebiades Freire, Alvaro Raimundo, Salvador Passareli, Nelson Bernardes, Mario da Silva Figueiredo e José Valdemar Mendes Ferreira.

Alcebiades Freire destacou-se pelo salto em paraquedas de uma altura de 800 metros, com salto retardo, o que lhe valeu aplausos e louvores, como destaca reportagem do Correio Paulistano.

O instrutor José de Melo recebeu um cronômetro, lembrança dos alunos, de uma turma de 160 matriculados.

Nesta mesma área do Aero Clube de Santo André, 20 anos antes, houve exercícios de guerra por tropas de São Paulo. O crescimento urbano de Santo André no pós-guerra acabou com o aeroporto e clube de aviação. Todo o espaço foi loteado, atraindo, já na década de 1950, uma refinaria de petróleo, a União, hoje Recap, a primeira do pólo petroquímico entre Santo André e Mauá.


Diário há 30 anos

Sexta-feira, 21 de julho de 1989 – ano 32, edição 7123

Manchete – Mil famílias ocupam terreno da Avenida Adriático, no Jardim do Estádio, em Santo André, e já demarcam os lotes.

Mauá – Prefeitura estuda a criação de uma empresa habitacional.

Meio Ambiente – Governo alemão doa 2,5 milhões de dólares para pesquisa na Serra do Mar.

MDV (Movimento em Defesa da Vida) recolhe assinaturas para proteger a Represa Billings.

São Bernardo – ASBA (Associação São-Bernardense de Belas Artes) obtém liminar para impedir despejo.

NOTA – Não adiantou: a Prefeitura determinou o fim de um sonho e de uma escola com muita história para contar.

Humor – Zé Vasconcelos em São Bernardo com o show “eu não sou candidato”.

Adeus – Morre no Rio de Janeiro o ator Lauro Corona.


Em 21 de julho de...

1564 – Falece Martim Afonso de Souza, fundador da Capitania de São Vicente, depois chamada de São Paulo.

1914 – Passageiros do navio holandês ‘Tubantia’ realizam excursão a Paranapiacaba, 38 excursionistas. Vêm de trem especial. Depois da visita, manifestam ao correspondente do Estadão “a impressão magnífica que receberam da nossa majestosa serra”.

Nota – Cento e cinco anos depois, bem que programas como aquele poderiam ser revividos, para o bem do turismo em Paranapiacaba.

1919 – O presidente eleito do Brasil, Epitácio Pessoa, chega ao Rio de Janeiro, capital da República.

Do noticiário do Correio Paulistano: novos boatos sobre a extradição de Guilherme II, ex-kaiser da Holanda.

1924 – Revolução em São Paulo. Do noticiário do Estadão:

Em busca de uma solução

Os violentos combates de anteontem e ontem

Um combate entre o Rio Jaguari (Minas Gerais) e Mogi Mirim (São Paulo)

O abastecimento da cidade e do interior.

1959 – O governador Carvalho Pinto inaugura o trecho paulista da Rodovia Fernão Dias, que ligará São Paulo a Belo Horizonte. O trecho mineiro não estava pronto.

n Normalizado o serviço de carros de praça com taxímetros em São Caetano.

1969 – Seiscentos milhões de telespectadores viram a grande descida à lua. “A lua quase desmaiou”, diz Armstrong, um dos astronautas.

Escreve o Diário, em editorial: “A Humanidade deu um pulo na sua trajetória indecifrável e indefinível. Os participantes deste estupendo episódio – atores e expectadores – têm justos motivos de profunda emoção”.


Santos do Dia

Lourenço de Brindisi (1559-1619). Nasceu na Itália, faleceu em Portugal. Fazia parte Ordem dos Frades Menores de São Francisco de Assis. Tornou-se especialista em línguas. Sua erudição levou-o a ocupar altos postos em sua Ordem e a serviço do papa.

Comentários


Veja Também


Um aeroporto em Santo André

 “Acho fascinante que com os jornais vamos reconstruindo a história e os destinos de alguns lugares”.


Maria Claudia Ferreira, pesquisadora de Santo André que nos envia duas matérias do Correio Paulistano que registram es...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar