Setecidades

Consórcio renova a frota de ônibus em Santo André


Trinta e cinco ônibus zero-quilômetros serão incluídos em setembro no sistema público de transporte andreense pelo Consórcio União Santo André. A Viação Guaianazes investiu R$ 12 milhões na aquisição de 30 veículos novos. Já a Vaz aportou R$ 2,6 milhões em cinco 0km e outros cinco seminovos. Os carros inaugurarão a reformulação do padrão visual da frota municipal, inspirado nas obras do artista abstrato Luiz Sacilotto.

“Desde que chegamos ao governo planejamos a modernização do sistema público de transportes da cidade. Baseados em pesquisa de origem e destino, fizemos a reorganização de linhas, adotamos o monitoramento dos ônibus por GPS e disponibilizamos o aplicativo aos passageiros, que atualmente está em 12 mil celulares. Agora chegou a vez da renovação da frota”, diz o prefeito Paulo Serra (PSDB).

A ideia do chefe do Executivo é substituir os 400 ônibus do sistema até 2022. “A modernização passa ainda por outras discussões, como a reorganização tarifária, que tem de ser feita em conjunto com a Câmara”, destaca Paulo Serra, lembrando que a licitação das linhas da Vila Luzita, hoje operadas em caráter precário pela Suzantur, deve ser concluída no ano que vem.

Os 30 ônibus comprados pela Guainazes têm chassi Mercedes-Benz, modelo OF 1721. Estão sendo encarroçados na empresa Caio, localizada na cidade de Botucatu, Interior paulista, no padrão Apache VIP, e devem estar em Santo André em dois meses. “São 60 dias para ficarem prontos. Quando chegarem à garagem, os veículos receberão o emplacamento, o sistema de bilhetagem e o GPS. Devem estar aptos a irem às ruas na segunda quinzena de setembro”, prevê o diretor-operacional da empresa, Luis Américo da Silva Santos.

Todos os ônibus da Guaianazes serão equipados com poltronas estofadas, tomadas para carregar baterias de celular e elevador para facilitar o acesso de passageiros em cadeira de rodas. “Os novos veículos garantirão o bem-estar, a segurança e o conforto dos usuários”, prossegue Santos.

Movidos a diesel, os motores dos carros respeitam o conjunto de normas que visam diminuir a emissão de gases tóxicos na atmosfera, especialmente o NOx (Óxido de Nitrogênio), nocivo à saúde humana e ao meio ambiente. “É o que chamamos de sistema Euro 5, uma exigência da legislação para combater a poluição”, completa Santos.

IDADE MÉDIA

A aquisição de veículos novos também atende à exigência do contrato de subconcessão assinado pelas companhias com a SATrans (Santo André Transportes), a empresa pública que gerencia e fiscaliza as linhas de ônibus do município. A idade média exigida dos veículos é de cinco anos. “Os cinco veículos novos e os cinco seminovos que adquirimos vão substituir os carros fabricados em 2009, que sairão de circulação”, explica o diretor de operações da Viação Vaz, Luiz Antônio David.

Os dez ônibus adquiridos pela empresa têm chassi Mercedes-Benz, modelo OF 1721. Os zero-quilômetro possuem carroceria Neobus New Mega e os demais, fabricados em 2014 e comprados da Viação Piracicabana, carroceria Marcopolo Torino. “São veículos mais longos, com 12 metros, de 36 a 38 assentos, que darão maior conforto aos passageiros”, assegura David.

Identidade visual é inspirada nas obras geométricas de Luiz Sacilotto

O traço geométrico que imortalizou quadros e esculturas do artista andreense Luiz Sacilotto (1924-2003) inspira a futura identidade visual dos ônibus do sistema de transportes de Santo André. Os primeiros 40 veículos com os novos desenhos laterais, de onde se destaca a figura de um beija-flor formado por triângulos nas cores verde, amarela e azul, começam a circular pela cidade em setembro. A branca ainda será a cor predominante nos veículos.

“Resgatamos alguns dos símbolos municipais e resolvemos estender essa política à identidade visual dos ônibus, que mantinha o padrão da década de 1990, quando o sistema ainda era operado pela EPT (Empresa Pública de Transportes). Para modernizar, buscamos inspiração no Sacilotto, artista que faz parte da vida da cidade”, explica o prefeito Paulo Serra (PSDB), que já recuperou eventos e imóveis históricos, como a Feira da Fraternidade e o Cine Theatro de Variedades Carlos Gomes.

Comentários


Veja Também


Consórcio renova a frota de ônibus em Santo André

Trinta e cinco ônibus zero-quilômetros serão incluídos em setembro no sistema público de transporte andreense pelo Consórcio União Santo André. A Viação Guaianazes investiu R$ 12 milhões na aquisição de 30 veículos novos. Já a Vaz aportou R$ 2,6 milhões em cinco 0km e outros cinco seminovos. Os c...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar