Setecidades

Prefeitura diz que não autorizou restrições no Hospital Nardini


O secretário de Saúde de Mauá, David Ramalho, declarou que o Paço não foi informado pela FUABC (Fundação do ABC), que administra o Hospital de Clínicas Dr. Radamés Nardini, na Vila Bocaina, sobre a restrição de atendimentos na emergência do equipamento no último domingo. Segundo o gestor, a administração foi informada sobre o ocorrido pelo Diário.

Reportagem publicada ontem mostrou que a limitação do atendimento na emergência da unidade de saúde tem sido frequente nos últimos três meses, especialmente aos domingos. A falta de leitos e também de profissionais fez com que comunicado fosse emitido pela supervisão do hospital para o Corpo de Bombeiros, Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e para as regulações municipal e estadual, informando sobre a interrupção nos atendimentos para UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e área vermelha (emergência e trauma) entre 15h30 e 23h.

De acordo com Ramalho, o comunicado foi emitido unilateralmente pela FUABC. “Nós (da Secretaria de Saúde) não direcionamos nenhuma resposta ou procedimento para parar ou suspender o atendimento”, declarou. “Já notificamos a Fundação para que qualquer procedimento seja tomado pela pasta. A gente ficou sabendo pelo Diário”, concluiu. A equipe de reportagem apurou que a administração estuda as sanções cabíveis contra a FUABC.

Em nota, organização de saúde confirmou a suspensão do serviço na tarde e noite de domingo, mas alegou que trata-se de procedimento padrão, acionado sempre que a supervisão do plantão do hospital identifica lotação em alguma área da unidade e falta de leitos. Na noite de ontem, integrante do Corpo de Bombeiros da cidade afirmou que os atendimentos na emergência estavam novamente restritos desde às 14h30. A administração negou.

RECURSOS ESTADUAIS
David Ramalho afirmou que é grande a expectativa da administração pelo aumento de repasse de recursos estaduais para o hospital. Pedido protocolado na Secretaria de Estado da Saúde na última segunda-feira reivindica que o governo estadual arque com metade do custeio do equipamento – R$ 9 milhões ao mês. Atualmente, a contribuição do Estado é de cerca de R$ 1 milhão.

Ramalho destacou que o governo estadual anunciou R$ 7,9 milhões para reforma do Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos. “Se ele (governo do Estado) atendeu a região do Alto Tietê, não tem porque fazer diferença com Mauá. Nós atendemos três cidades (Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra), a população da divisa com a Zona Leste, na Capital, moradores da divisa com Santo André e temos os atendimentos do Rodoanel”, concluiu. 

Mauá recebe oito ambulâncias e frota da cidade chega a 11 veículos

A prefeita de Mauá, Alaíde Damo (MDB), realizou, na tarde de ontem, a entrega simbólica de oito ambulâncias, sendo cinco para o Samu (Serviço Móvel de Atendimento de Urgência) e três para a Secretária Municipal de Saúde, para o suporte no transporte de pacientes.

Com os novos veículos, a frota da cidade chega a 11 ambulâncias, somadas às outras três que já estavam em circulação. São cinco veículos modelo Sprinter, equipados com suporte de oxigênio, prancha e sinalizações. Os outros três são modelo Kangoo. Apenas um dos veículos menores (Kangoo) foi enviado pela Secretaria da Saúde do Estado. Os demais foram adquiridos pelo Ministério da Saúde e repassados ao município. O investimento estimado é em torno de R$ 2,5 milhões.

Em novembro de 2018, o Diário mostrou que ao menos cinco ambulâncias da cidade estava paradas por falta de manutenção após o contrato com a empresa que realizava o serviço ter vencido. Segundo o Paço, a situação está normalizada. 

Comentários


Veja Também


Prefeitura diz que não autorizou restrições no Hospital Nardini

O secretário de Saúde de Mauá, David Ramalho, declarou que o Paço não foi informado pela FUABC (Fundação do ABC), que administra o Hospital de Clínicas Dr. Radamés Nardini, na Vila Bocaina, sobre a restrição de atendimentos na emergência do equipamento no último domingo. Segundo o gestor, a admin...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar