Palavra do Leitor

Emprego é prioridade em São Paulo


O melhor programa social é o emprego. Ele garante autonomia econômica, prosperidade social e independência em relação ao clientelismo. Mesmo antes de tomar posse, nossa primeira preocupação foi não perder postos de trabalho existentes. Em dezembro, recebemos a informação de que a GM fecharia duas fábricas no Estado. Seriam 65 mil desempregados. Assim, criamos o IncentivAuto, programa para garantir empregos, ampliar contratações e atrair investimentos. A GM manteve os empregos e anunciou investimento de R$ 10 bilhões até 2024, com 1.200 novas vagas. O IncentivAuto foi decisivo também para que a Scania anunciasse R$ 1,4 bilhão em investimentos até 2024, na sua fábrica de São Bernardo, gerando 400 empregos. A Honda abriu a fábrica de Itirapina, que vai criar 2.000 empregos nos próximos dois anos. A Toyota anunciou o primeiro carro híbrido flex, garantindo, assim, mais 900 empregos.

O Brasil precisa modernizar a indústria, empregar tecnologia no agronegócio, facilitar serviços digitais e treinar mão de obra. Isso já acontece em Louveira desde maio, com a abertura do Centro de Inovações da Procter&Gamble, investimento de R$ 200 milhões que criou 150 empregos. A Qualcomm constrói, em Jaguariúna, a primeira fábrica de semicondutores para celulares do País, com cerca de 1.000 empregos. Na Capital, vamos criar o Centro Internacional de Tecnologia e Inovação para aprofundar a integração entre empresas, universidades e governos. Vamos preparar técnicos com o Novotec, que oferece vagas para alunos do ensino médio. Além do programa Meu Emprego, plataforma on-line com 130 mil vagas em cursos gratuitos de qualificação. Criamos ainda 11 polos de desenvolvimento, com benefícios que vão de simplificações tributárias e regulatórias à customização de cursos técnicos. A CSN anunciou, em junho, investimento de R$ 1,5 bilhão em laminadora de aço que integrará o Polo Metal-Metalúrgico, com 1.400 empregos previstos.

No setor público, autorizamos a contratação de 20 mil professores, sendo 3.156 nomeados e 17 mil temporários. Também nomeamos 3.739 policiais e autorizamos a contratação de outros 8.300 em concursos a partir de 2020. Em junho, demos posse a 98 novos procuradores do Estado. Dados oficiais comprovam a liderança de São Paulo na geração de empregos. O Brasil criou 313.835 vagas de janeiro a abril deste ano. Com 22% da população e cerca de 33% do PIB nacional, o Estado contabilizou 40% dos empregos formais criados no País nesse período. Em cinco meses, São Paulo preservou e criou empregos para mais de 200 mil pessoas. Ainda há muito por ser feito. Mas o trabalho e o emprego vão vencer os erros do passado. E o pessimismo do presente.

João Doria é governador do Estado de São Paulo. 

Lula

Com todo o respeito e todas as vênias, apesar dos empenhos de Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), a Justiça prosperou e Luiz Inácio Lula da Silva continuará na cadeia. Por outro lado, já passou da hora de o ex-presidente desocupar a confortável suíte da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba e passar a habitar xadrez como manda o figurino. Doa a quem doer!

Maria Elisa Santos

Capital

Gago Coutinho

Saneamento básico é direito de todo cidadão, menos em Santo André. Alguns meses se passaram e continua tudo igual! Que descaso dos órgãos públicos da cidade no cumprimento da Lei 11.445/2007, no que determina seus artigos 1º (itens III, IV), 2º (VIII) e 3º (alínea b), dentre outros, o que caracteriza crimes social e ambiental. Esse fato ocorre há mais de duas décadas. No entanto, a partir de 2016 a situação ficou crítica, pois todo o esgoto de seis imóveis da Avenida Gago Coutinho passou a ser lançado ao fundo, na Rua Guabiroba, espalhando-se de forma a dificultar a passagem de pedestres, que se arriscam pisando (muitas vezes de chinelo) no lodo fétido acumulado que busca caminho para escoar, até encontrar um bueiro. Daí acontece a segunda infração: escoar esgoto em rede de água pluvial. Desde janeiro de 2017 até o momento o assunto foi objeto de inúmeras solicitações ao Semasa, autuação de processo, juntada em outro, e nada foi resolvido! Pagamos coleta de esgoto durante todo esse tempo, e IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), claro!

Edna Labio Souza

Santo André

Culpados

Derrocada da educação é derrota nacional! Está quase todo mundo pensando em deixar o planeta melhor para nossos filhos. Quando é que pensarão em deixar filhos melhores para o nosso planeta? O maior motivo do fracasso da educação brasileira são pais omissos e despreparados para fixar limites, disciplina, respeito e rumo em seus filhos. E agridem, com desvairadas ameaças, os professores, pela ignorância, irresponsabilidade e incapacidade dos meninotes. Até os anos 1960, 1970, os pais encaravam e enfrentavam os filhos, e a coisa andava muito bem. Atualmente, em qualquer dificuldade escolar, seus filhotinhos são os coitadinhos e anjinhos, e o professor (e a escola) é o inimigo, o lado perverso, mau e incompetente. O caminho é este? Pode isso, brasileiros do bem? 

Renzo Sansoni

Capital

Caos

O jovem e moderno prefeito de São Bernardo utiliza-se de velhas práticas ao fazer e segurar obras para serem inauguradas no ano eletivo. Há adágio bastante conhecido que atribuem a Joseph Goebbels e se torna útil, principalmente a quem faz da política ato de enganar: ‘Uma mentira repetida 1.000 vezes se torna verdade’. E é verdade para quem nela acredita, na inverdade de seu historiador. De fato, é o que vem acontecendo na cidade. É triste ver que o ‘filho da cidade’, como sempre se intitulou, cair nas amarras do jogo pelo poder, do dinheiro e da ganância pela cadeira de prefeito. Infelizmente, foi eleito próximo dos 60% dos votos dos são-bernardenses, que acreditaram que o prefeito seria a mudança que tanto São Bernardo esperava. Porém, a mudança foi dos cargos às famílias (em troca de apoios), parentes, amigos e os que se dizem ‘verdadeiros amigos’. Não esqueçam, caríssimos leitores!

Luizinho Fernandes

São Bernardo

As cartas para esta seção devem ser encaminhadas pelos Correios (Rua Catequese, 562, bairro Jardim, Santo André, CEP 09090-900) ou por e-mail (palavradoleitor@dgabc.com.br). Necessário que sejam indicados nome e endereço completos e telefone para contato. Não serão publicadas ofensas pessoais. Os assuntos devem versar sobre temas abordados pelo jornal. O Diário se reserva o direito de publicar somente trechos dos textos.

Comentários


Veja Também


Emprego é prioridade em São Paulo

O melhor programa social é o emprego. Ele garante autonomia econômica, prosperidade social e independência em relação ao clientelismo. Mesmo antes de tomar posse, nossa primeira preocupação foi não perder postos de trabalho existentes. Em dezembro, recebemos a informação de que a GM fecharia duas...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar