Palavra do Leitor

O Pai me ama


‘O Pai me ama’ é proclamação que cada pessoa é convidada a fazer, pois trata-se de verdade pregada e vivida pelo Seu Filho amado, Jesus Cristo. Deus Pai nos ama, Deus Pai ama você que lê agora essas palavras. Eu proponho três passos para se tomar posse dessa verdade: ter consciência, acolher e viver o amor do Pai. Como ter essa consciência do amor do Pai? Bom, façamos reflexão. De onde viemos? O que estamos fazendo neste mundo? Para onde vamos? Você já deve ter ouvido alguém falar isso ou já se fez estas perguntas. Por isso, o primeiro convite é ter consciência, pensar, refletir, questionar-se sobre sua existência. Já escutamos algumas teorias e a mais famosa e aceita é a do <CF51>big bang</CF>. Explosão onde se uniram elementos e assim a vida e depois todo o processo de evolução que chegou até o que somos hoje. Maravilha, então podemos pensar: quem causou a explosão? Quem criou tais elementos que se juntaram? E o resultado, a natureza, homens, animais, plantas, terra, água?

A Bíblia não é livro científico, mas livro de fé. Em Gênesis se narra a criação, com impressionante riqueza de detalhes, e, em resumo, ousaria dizer: Deus é o todo-poderoso. Aquele que criou todas as coisas. Quem seria capaz de criar o que temos hoje? E o que se cria hoje se faz a partir do nada? Deus criou todas as coisas não somente a partir do nada, mas a partir d’Ele mesmo, pois Deus é a fonte e a origem de todas as coisas, das coisas boas. Esse é o primeiro passo: tomar consciência de que Deus Pai criou todas as coisas e nos criou por amor. O segundo passo é tomar posse de Seu amor. Quando o Pai me amou? O Pai sempre me amou e ama! Desde a criação, Deus nos amou, criou todas as coisas por amor, falou por meio dos profetas, por amor, falou-nos e se apresentou em Jesus Cristo, por amor, ou seja, nos quis neste mundo por amor.

O Pai só sabe amar, a especialidade d’Ele é amar. Mesmo quando pecamos, quando estamos tristes, quando não lhe obedecemos, Ele continua a nos amar. Mas é claro, Ele quer a nossa conversão, quer que deixemos de lado tudo aquilo que não convém a um filho. Se tomamos consciência de que fomos criados pelo Pai e que Seu amor por nós é incondicional, compreenderemos o terceiro e último passo dessa breve reflexão: viver o amor do Pai por nós, para os outros. Todos nós somos a casa do Pai das Misericórdias. Portanto, se Deus Pai é misericordioso comigo, devo ser também com os outros. Nosso Deus, o Pai das Misericórdias, nos ama e concede a Sua misericórdia a todos os seus filhos, sem distinção. Ele deseja apenas um passo, uma tomada de consciência para dar aquele abraço forte! O Pai nos ama em Seu Filho Jesus Cristo e quer que também sejamos misericórdia neste mundo.

Padre Marcio Prado</CF> é sacerdote da Comunidade Canção Nova, vice-reitor do Santuário do Pai das Misericórdias e escritor.

PALAVRA DO LEITOR

Metrô
Governador João Doria, vamos combinar e acabar com esse mimimi: ou se aprova o Metrô para a Linha 18 ou não se aprova nada, fica tudo como está. Aí, nos encontraremos nas próximas eleições. Que os políticos do Grande ABC digam o mesmo.
Alexandre Anate
São Bernardo

Ano após ano
Solicito ano após ano corte de duas árvores que rompem os fios telefônicos e os de eletricidade e que têm ameaçado cair sobre os imóveis na Rua Tupi, no bairro Valparaíso, em Santo André. Mas, infelizmente, acredito que quem paga impostos não tenha direito a reivindicar. As raízes das duas árvores estão levantando as calçadas e rachando o muro da minha residência e também o do vizinho. Acho que deve ter sapo enterrado nessa via, na qual o saudoso prefeito Celso Daniel (morto em 2002) iniciou a trajetória política, em minha casa, e até hoje faz falta, pois esses problemas, que são mínimos, seriam resolvidos. Triste situação.
João de Deus Martinez
Santo André

Reeleição não!
Bolsonaro admite disputar reeleição (Política, dia 21)? Como assim? Não foi ele quem, durante a campanha, prometeu que se fosse eleito não concorreria a mais quatro anos? O negócio dele é anunciar uma coisa e fazer outra. Essa é a marca deste presidente. Além do mais, quem seria insensato de votar nesse sujeito de novo, governante que não tem projeto nenhum para, pelo menos, tentar melhorar a vida da população, em País onde o desemprego só aumenta e no qual quis cortar verba da educação. Será que ele acha que ficar fazendo sinal de arminha vai trazer emprego de volta, vai pôr comida na mesa do mais necessitado, melhorar a educação, resolver os problemas da saúde? Ele passa a impressão de que não sabe que está no comando de uma Nação, a maior da América do Sul. Parece estar brincando de ser presidente. Não demonstra preocupação com nada que não seja apenas do interesse de sua família e dele próprio. Em que buraco nos meteram! Estamos perdidos...
Jorge Paulo Fleixas
Diadema

De folga?
Registro minha total indignação com o atendimento na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila São Pedro, em São Bernardo. Tenho uma pessoa da família internada lá faz uma semana aguardando transferência para o hospital. Dia 21 fui perguntar sobre o andamento do pedido de transferência e – pasmem! – disseram-me que a assistente social, médico responsável e o gerente administrativo estavam de folga prolongada de feriado, e que só amanhã, segunda-feira, terei resposta. O descaso na saúde pública é uma vergonha. Espero resposta do excelentíssimo prefeito da cidade, Orlando Morando.
Fátima Nunes
São Bernardo

Falta bom-senso
Prefeitura de Santo André e departamento de trânsito, seria possível darem uma ‘passadinha’ na Avenida Capitão Mário Toledo de Camargo, altura da Coop, sentido bairro-Centro, na Vila Luzita? Existem no local revendedoras de carros e de peças, além de igrejas. Os frequentadores desses estabelecimentos estacionam seus veículos em fila dupla e sobre a ciclovia, não se importando nem se incomodando com quem a usa. Um pouco mais à frente, a empresa de ônibus Suzantur fez rampa de concreto também sobre a ciclovia, para que seus ônibus entrem no terreno usado como garagem. E nós, os ciclistas, corremos risco, já que temos de desviar passando pela pista de rolagem. Necessário um pouco de bom-senso. Por favor!
Luiz Carlos Wagner
Santo André 

Comentários


Veja Também


O Pai me ama

‘O Pai me ama’ é proclamação que cada pessoa é convidada a fazer, pois trata-se de verdade pregada e vivida pelo Seu Filho amado, Jesus Cristo. Deus Pai nos ama, Deus Pai ama você que lê agora essas palavras. Eu proponho três passos para se tomar posse dessa verdade: ter consciência, acolher e vi...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar