Memória

A importância do Geia


“Ao assinar o decreto número 39.412, de 16 de junho de 1956, criando o Geia, o presidente Juscelino Kubitschek tomava a decisão de enfrentar o desafio: romper cadeias e iniciar-se na industrialização automobilística, a indústria do século.”
Cf. Ramiz Gattaz, A Indústria Automobilística e a 2ª Revolução Industrial no Brasil: Origens e Perspectivas, Prelo Editora, 1981.

Fundamentalmente, o Brasil, na era JK, dava sequência a um plano pensado e divulgado na gestão democrática do presidente Getúlio Vargas, criando a indústria automobilística nacional. O Brasil abria os braços ao capital multinacional. Que viessem as montadoras de veículos automotivos. Mas que, em cinco anos, nacionalizassem as peças a serem montadas.

“Nenhum país no mundo conseguiu implantar, em três anos, uma indústria automobilística, embora seja necessário lembrar que terá de passar ainda mais um ano até que 95% do peso dos veículos sejam produzidos no País”, escrevia o jornal O Estado de S. Paulo, edição de 16 de junho de 1959.

Naquele dia, a indústria automobilística comemorava o lançamento do 100.000º carro de fabricação nacional, juntamente com o terceiro aniversário do Geia.

De fato, foi tudo muito rápido. Ramiz Gattaz destrincha todo o processo, num livro fundamental de 532 páginas, cujo exemplar, autografado, ele mesmo nos presenteou, em 1982.

Saudando a data, o Estadão destacava dois fatores para que a indústria automobilística brasileira tivesse êxito: 1º – as grandes perspectivas que o mercado brasileiro oferecia; 2º – os consideráveis estímulos financeiros que o governo tinha proporcionado.

O GEIA - Vejam esses números: em 1958, o Geia aprovara 103 projetos apresentados por fabricantes de autopeças para a indústria automobilística; no primeiro semestre de 1959, outros 31 projetos foram aprovados, e mais 83 estavam em estudo pelos relatores do Geia.

PONTO POSITIVO - A contribuição das fábricas de automóveis e de autopeças para a melhora do nível técnico e do padrão de vida do operariado.

PONTO NEGATIVO - Um meio importante de transporte, o ferroviário, iniciava a curva descendente: trocavam-se os trilhos pelos pneus, com todas as suas consequências.

Diário há 30 anos...
Sexta-feira, 16 de junho de 1989 – ano 32, edição 7093

Manchete – BNT Fiscal (Bônus do Tesouro Nacional) vira moeda alternativa; os combustíveis estão mais caros; a gasolina vai a NCZ$ 0,64 e o álcool a NCZ$ 0,48.

São Bernardo – Prefeito Mauricio Soares recua; desmarca reunião com a Auto-Viação São Bernardo; mantém ocupação das empresas de ônibus iniciada há três dias; setor ainda em crise.

Transportes – EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) anuncia que o trólebus chega a Diadema ainda este mês.

Indústria – General Motors, com fábrica em São Caetano, vai fornecer veículos para a China e Formosa.

Cultura & Lazer – Jessé apresenta-se no Teatro Cacilda Becker, em São Bernardo, acompanhado do coral da Associação Recreativa Ford.

Em 16 de junho de...

1919 – O futebol na região. Verão de São Bernardo empata em 3 a 3 com o Juvenil Ruggerone, de São Paulo; na preliminar, 1 a 1. Outros jogos: Infantil Brasil de São Caetano x Infantil Universal; Primavera de Santo André x Ciências e Letras, de São Paulo.
Internacional

Do noticiário do Estadão: as greves na Itália, França, Portugal e Inglaterra.

Do noticiário do Correio Paulistano: os italianos avançam na zona de Villach, na Carinthia, Áustria.

1959 – Câmara Municipal de São Caetano aprova projeto de lei liberando uma verba complementar de 70 milhões de cruzeiros, destinada à construção do Paço Municipal; as obras estavam orçadas em 120 milhões.

Nota – Com frente para a Avenida Goiás, o Paço de São Caetano seria o primeiro do Grande ABC.

1969 – Incêndio destrói as dependências e artigos das lojas Jussara, Livraria Siciliano, Ivette Calçados e Casa Santa Cruz, entre os números 518 e 530 da Rua Coronel Oliveira Lima, em Santo André.

1974 – Em cartaz no Cine Tangará, em Santo André, Desejo Proibido, com Claudete Houbert.

1979 – Fundada a Sociedade Esportiva Jardim Leblon, em São Bernardo.

Santos do dia

Santíssima Trindade (festa móvel da Igreja)
Julita. Mártir.
Aureliano. Arcebispo.
FRANCISCO RÉGIS. (França, 1597-1640). Fundador das Confrarias ou Irmandades do Santíssimo Sacramento.

Municípios brasileiros
Celebram aniversários em 16 de junho:

Em São Paulo, Bariri, Piracaia e Salto;
Na Bahia, Barra;
Em Rondônia, Costa Marques, Espigão D’Oeste e Ouro Preto do Oeste;
No Paraná, Jussara;
Em Pernambuco, Lagoa Grande.
Fonte: IBGE
 

Comentários


Veja Também


A importância do Geia

“Ao assinar o decreto número 39.412, de 16 de junho de 1956, criando o Geia, o presidente Juscelino Kubitschek tomava a decisão de enfrentar o desafio: romper cadeias e iniciar-se na industrialização automobilística, a indústria do século.”
Cf. Ramiz Gattaz, A Indústria Automobilística e a...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar