Economia

Bolsas de NY caem, reagindo à decisão de Trump de taxar importações do México


Os mercados acionários nova-iorquinos fecharam a sexta-feira, 31, em queda acentuada, com a aversão a risco alimentada pelo anúncio de que os Estados Unidos aplicarão tarifas de 5% sobre todos os bens importados do México, a partir do próximo dia 10.

O índice Dow Jones fechou em queda de 1,41%, aos 24.815,04 pontos, o S&P 500 recuou 1,32%, aos 2.752,06 pontos, e o Nasdaq cedeu 1,51%, aos 7.453,15 pontos. As perdas mais significativas se deram no setor de tecnologia, com os papéis da Verizon recuando 4,36% e os da Cisco em baixa de 2,87%.

Na contramão do mercado, o ishare MSCI Brazil (EWZ), principal fundo de índice (ETF, na sigla em inglês) do Brasil listado em Wall Street subiu 0,70%.

Na quinta à noite, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que imporá tarifas ao vizinho México, como forma de pressionar o país a controlar o que ele chama de "crise" de imigração ilegal, promovendo mais uma escalada nas tensões comerciais. Além disso, um indicador da indústria da China mostrou contração, gerando mais preocupações sobre os efeitos da guerra comercial.

Comentários


Veja Também


Bolsas de NY caem, reagindo à decisão de Trump de taxar importações do México

Os mercados acionários nova-iorquinos fecharam a sexta-feira, 31, em queda acentuada, com a aversão a risco alimentada pelo anúncio de que os Estados Unidos aplicarão tarifas de 5% sobre todos os bens importados do México, a partir do próximo dia 10.

O índice Dow Jones fechou em queda ...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar