Política

Ramon estima que Câmara vote contas de Marinho em até 15 dias


Na primeira sessão em que as contas de 2015 e 2016, referentes aos últimos anos de gestão do ex-prefeito Luiz Marinho (PT) travaram a pauta, o presidente da Câmara de São Bernardo, Ramon Ramos (PDT), estimou que no máximo em duas semanas a casa vai dar seu veredicto.

“Será antes do recesso (que começa em julho). Acho que na próxima semana, no mais tardar em 15 dias, teremos a definição”, disse.

Embora tenha recebido parecer positivo do TCE (Tribunal de Contas do Estado), as contabilidades de Marinho receberam avaliação negativa da comissão mista da casa. Se o Legislativo rejeitá-las, Marinho pode ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa e correr risco de ficar inelegível.

Nesta semana, o Diário mostrou que o governo do prefeito Orlando Morando (PSDB) articula junto aos vereadores a rejeição das contas. Necessita de 19 votos para que essa missão seja alcançada. Porém, nas avaliações extraoficiais, apenas 18 se comprometeram a barrar as contas. E esse quórum pode diminuir.

Sem acordo, a sessão desta quarta-feira (22) terminou sem nenhum projeto aprovado e com sequência de interrupção dos trabalhos. 

Comentários


Veja Também


Ramon estima que Câmara vote contas de Marinho em até 15 dias

Na primeira sessão em que as contas de 2015 e 2016, referentes aos últimos anos de gestão do ex-prefeito Luiz Marinho (PT) travaram a pauta, o presidente da Câmara de São Bernardo, Ramon Ramos (PDT), estimou que no máximo em duas semanas a casa vai dar seu veredicto.

“Será antes do recess...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar