Palavra do Leitor

O trunfo da humildade


‘O segredo da sabedoria, do poder e do conhecimento é a humildade’, já dizia o escritor norte-americano Ernest Hemingway. Essa frase nunca se fez tão atual como nos dias de hoje. Afinal, mercados voláteis, instabilidade política, aumento da concorrência e transformações geradas pelas novas tecnologias compõem a realidade atual. Tais ingredientes também se tornam motivos de discórdias, muitas vezes oriundas do ego e de personalidades antagônicas entre os integrantes da alta direção das empresas. Embora o objetivo de todos num conselho de administração seja o mesmo – o de aumentar a produtividade e, consequentemente, a lucratividade da organização –, esse ego do ‘eu sei mais’ e ‘eu tenho mais experiência’ algumas vezes fala mais alto e faz com que qualquer pessoa, inclusive o conselheiro, crie bloqueio em relação à ideia do outro. 

Assim, não ouve e não reflete sobre a sugestão alheia. Comportamento que pode ser perigoso para os negócios, pois, apesar de que teoricamente todos admitimos que não sabemos de tudo, sugestão útil de terceiros pode, sim, despertar filtros internos, que impedem a escuta. Logo, aí vai a primeira dica: valorize os seus pares, ouça com atenção e paciência, porque a prosperidade da companhia depende de todos. Outro movimento importante é atacar o problema e não as pessoas. De nada adianta criar antagonismo junto aos outros conselheiros. Isso somente irá gerar mal-estar e afetará a tomada de decisão. Para isso, é bom ser empático e se colocar no lugar do outro. Dessa forma, será mais fácil compreender os pensamentos alheios e propor soluções inteligentes.

Enfim, o conselheiro deve ter como ideal a sobrevivência da organização e não suas ideias pré-concebidas. Mas essa tarefa de se despir do ego não é fácil. Até porque, na maioria das vezes, o sujeito nem percebe que está sendo arrogante e que esse tipo de atitude pode não só prejudicar o relacionamento com os seus pares, mas também o desempenho da empresa e, consequentemente, o lucro. Logo, para manter o negócio sustentável é importante que o conselheiro conte com o apoio de coach, conversando com esse profissional conseguirá abrir ‘janelas de oportunidades’. Isso significa que o coach irá desafiar suas percepções, criando situações de aprendizado, impactando positivamente a lucratividade que ele pode perder por nem perceber que suas experiências, ideias e motivações filtram o que o outro está dizendo. Afinal, por que todo campeão de xadrez perde o título para alguém com muito menos experiência? Natural que não é preciso concordar com os argumentos dos outros, mas é primordial estar sempre atento às oportunidades. Afinal, a humildade pode ser um dos maiores trunfos a seu favor.

Eliana Dutra é CEO da empresa ProFitCoach, master coach e sócia-fundadora do Grupo Nikaia.

Metrô

No meu viés, a incisiva e incansável campanha assertiva em prol da vinda da Linha 18-Bronze do Metrô, na modalidade monotrilho, que este prestigioso Diário apoia e não esmorece – tem meu apoio, amplo, geral e irrestrito – jamais será cansativa. Muito pelo contrário. Representa o anseio de parcela significativa de ‘abceanos’ que deseja a chegada deste meio de transporte ágil, na forma defendida por este Diário. Monotrilho, já!

João Paulo de Oliveira

Diadema

Feira livre

Após quase 50 anos, a Prefeitura de São Caetano quer tirar a feira livre da Rua Humberto de Campos, no bairro São José, e transferi-la à rua de cima do Conjunto dos Radialistas, por causa do anseio da família Vidoski, que diz que a feira incomoda a sua empresa, que está instalada nessa via. Deixo aqui sugestão aos feirantes para que não se calem e façam abaixo-assinado. E, ainda, se possível, chamem a grande imprensa, tudo para que a feira não saia do bairro. Isso não se faz com as pessoas!

Fernando Zucatelli

São Caetano

Faturas

Alerta importante para quem tem faturas em débito automático. Eu a tenho, com vencimento mensal no dia 8 em banco de Santo André. E como dia 8 de abril foi feriado na cidade, tanto a NET como o Carrefour emitiram faturas com vencimento em 8 de maio, cobrando encargos (multa, juros e IOF – Imposto sobre Operações Financeiras) referentes a um dia de atraso. Vamos protestar. Pelo que parece, eles deixaram de considerar feriados municipais, e estão agindo ilegalmente perante o artigo 1 da Lei 7.089/83. E, mesmo solicitando providências por meio dos canais disponíveis para reclamação, a mesma somente é sanada após muitas tentativas.

Reinaldo Martins Cardoso

São Bernardo

Não faz eventos

A empresa Faz Eventos (www.fazeventossp.com.br), situada à Rua Marechal Deodoro, 683, sala 23, em São Caetano, tem recorrentemente promovido shows que são cancelados em cima da hora e a empresa não devolve aos consumidores os valores dos ingressos pagos. O caso mais recente foi o show da cantora Maria Rita, que ocorreria na cidade no dia 26, mas que foi cancelado um dia antes e fomos informados na porta do local onde aconteceria o evento. As solicitações de devolução deveriam ser encaminhadas pelo e-mail financeiro.fazeventos@gmail.com. Entretanto, as mensagens direcionadas a esse endereço não são respondidas. Em contato por meio da página do Facebook da empresa, fui informado de que a devolução seria no dia 30, o que não ocorreu. Depois seria no dia último 3, o que também não ocorreu. Conforme é possível verificar em sites de defesa do consumidor, a prática de cancelar shows e não devolver o valor dos ingressos é comumente realizada pela Faz Eventos, que claramente tem utilizado-se dessa prática para enriquecimento por meio do dano aos consumidores.

Tímoti do Nascimento

São Caetano

Mais uma – 1

Em relação à reportagem que diz que a Petrobras anuncia aumento no preço do gás (Economia, dia 4), informo aos que votaram em Bolsonaro que na época dos governos de Lula e Dilma o valor do botijão de 13 quilos – que nunca vem com 13 quilos – girava em torno de R$ 35. Isso porque os dois eram ‘ladrões, corruptos’. Agora, com Bolsonaro, paladino da moralidade, que iria consertar o Brasil, o mesmo produto já beira os R$ 90. Dica a quem votou no mentiroso: quando for comprar o botijão é só fazer a ‘arminha com a mão’ que o preço diminui. Votou em Bolsonaro porque sonhava em comprar revólver e virar super-herói, mas, agora, além de não poder tê-lo, ainda vai ter de pedir dinheiro emprestado para comprar o gás de cozinha. E ainda vai ter de assistir ao presidente condecorar os filhos por ‘excelentes serviços’. Só se for à própria família. Humilhante! 

Marilza Aparecida Sperandio

Mauá

Mais uma – 2

Quando será que o presidente vai parar de brincar e começar, de fato, a governar o País? Todos os dias, praticamente, temos alguma novidade vinda dos lados de Brasília. E, por incrível que possa parecer, nenhuma favorável ao povo, já cansado e sofrido de tantos desmandos.

Cibele Moreira

Mauá

Mais uma – 3

Se você, eleitor de Bolsonaro, não sabe, leia mais essa de seu presidente. Se forem aprovadas mudanças estudadas pelo governo do ‘Bozo’ com a reforma da Previdência, aproximadamente 23 milhões de trabalhadores vão perder direito ao abono salarial do PIS/Pasep. O valor é de R$ 998 e é pago para quem recebe até dois salários mínimos e, com as mudanças, passará a ser pago apenas a quem ganha até um mínimo. O ‘Bozo’ não está nem um pouco preocupado com os menos favorecidos. Sabe por quê? Porque ele recebe como presidente R$ 30.934,70 de salário. Já como aposentado pelo IPC (Instituto de Previdência dos Congressistas), tem proventos mensais da Câmara que somam R$ 29,934,45. Total: R$ 60.236,15, fora o que embolsa como capitão reformado. E você, iludido com a conversinha dele como candidato, abraçou a ideia. Mas todos foram avisados de que ele cortaria benefícios. Não os dele e de sua família, mas os nossos, os trabalhadores, e você, iludido, tem grande culpa nisso. Saudade da época em que a vergonha do Brasil eram só os 7 a 1 para a Alemanha na Copa. Bolsonaro, a maior vergonha na história do Brasil. Parabéns aos envolvidos.

Samuel Vilafran Costa

Mauá

As cartas para esta seção devem ser encaminhadas pelos Correios (Rua Catequese, 562, bairro Jardim, Santo André, CEP 09090-900) ou por e-mail (palavradoleitor@dgabc.com.br). Necessário que sejam indicados nome e endereço completos e telefone para contato. Não serão publicadas ofensas pessoais. Os assuntos devem versar sobre temas abordados pelo jornal. O Diário se reserva o direito de publicar somente trechos dos textos.

Comentários


Veja Também


O trunfo da humildade

‘O segredo da sabedoria, do poder e do conhecimento é a humildade’, já dizia o escritor norte-americano Ernest Hemingway. Essa frase nunca se fez tão atual como nos dias de hoje. Afinal, mercados voláteis, instabilidade política, aumento da concorrência e transformações geradas pelas novas tecnol...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar