Cena Política

Procon está de olho no Cadastro Positivo


Diretor executivo da Fundação Procon-SP escolhido pelo governador João Doria (PSDB), o procurador de Justiça e ex-deputado estadual Fernando Capez afirma estar “de olho” na maneira como o governo federal pretende implementar o Cadastro Positivo, banco de dados de bons pagadores que, a partir de junho, será utilizado para a concessão de crédito no Brasil. Capez entende que, da forma como foi regulamentado, o sistema corre “enorme risco” de ser injusto e discriminatório. “Quais os critérios específicos para classificar alguém como bom ou mau pagador?”, questiona o diretor, argumentando que o consumidor não pode ser punido na hora de obter empréstimo por ter, eventualmente, encontrado dificuldade de arcar com algum pagamento em dia no passado. Capez não descarta ação coletiva contra o mecanismo. “É ruim quando uma boa ideia é mal executada”, aponta. 

Audiência pública

 O vereador Josa Queiroz (PT), de Diadema, protocolou requerimento na Câmara solicitando a realização de audiência pública, “com urgência”, para tratar dos relatos e manifestações sobre problemas com a água fornecida pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) à cidade. Munícipes reclamam que tem chegado às residências água com cor amarelada, em alguns casos até barrenta, mas principalmente com forte odor, o que prejudica o consumo. O Diário noticiou a situação. Além de diademenses, moradores de Santo André e São Bernardo apontam esse quadro. A empresa admite falhas.

Campanha

 Há quem garanta que o governador João Doria (PSDB) pode sim optar pela instalação do Metrô na Linha 18-Bronze, atendendo ao anseio da imensa maioria dos 2,1 milhões de eleitores das sete cidades. “O homem quer ser presidente da República. É claro que ele vai fazer de tudo para satisfazer o Grande ABC”, afirmou ontem à coluna uma fonte graduada, com livre trânsito no Palácio dos Bandeirantes.

 Consórcio

 O presidente da Câmara são-bernardense, Ramon Ramos (PDT), pretende solicitar ao TCE (Tribunal de Contas do Estado) parecer sobre como deve agir o Legislativo na questão do refinanciamento de dívidas proposto pelo Consórcio Intermunicipal do Grande ABC. Um dos dois sócios adimplentes, o outro é Santo André, São Bernardo quer se cercar de todos os cuidados antes de dar aval ao Refis, considerado fundamental para a reunificação encabeçada pelo presidente Paulo Serra (PSDB).

 À espera

 Presidente do Consórcio Intermunicipal, Paulo Serra disse que pretende aguardar a prefeita de Mauá, Alaíde Damo (MDB), se situar melhor à frente do Executivo antes de agendar conversa a respeito da entidade regional. Alaíde assumiu a Prefeitura logo após Atila Jacomussi (PSB) ser cassado pela Câmara, na quinta-feira. Descontado o feriado prolongado da Páscoa, ela está apenas há três dias no comando do Paço.

 Encontro na Assembleia

 Após reunião com o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), o ex-vereador Ailton Lima (PSD), de Santo André, marcou presença no gabinete do deputado Caio França (PSB) – na Assembleia Legislativa –, filho do ex-governador Márcio França. “Falamos sobre os desafios de Santo André e do Grande ABC. Precisamos de lideranças política e administrativa para garantir o desenvolvimento das cidades”, citou Caio, em seu perfil nas redes sociais. Ailton tem se colocado na condição de pré-candidato ao Paço em 2020. Para alguns do meio político, as tratativas visam articular siglas de apoio ao plano. Outros ainda acreditam, no entanto, em composição com o Paço, como eventual vice. 

Comentários


Veja Também


Procon está de olho no Cadastro Positivo

Diretor executivo da Fundação Procon-SP escolhido pelo governador João Doria (PSDB), o procurador de Justiça e ex-deputado estadual Fernando Capez afirma estar “de olho” na maneira como o governo federal pretende implementar o Cadastro Positivo, banco de dados de bons pagadores que, a partir de j...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar