Cena Política

São quase 25 anos de PSDB no Estado


São quase 25 anos do PSDB no comando do governo do Estado. Neste período, passaram pelo poder Mário Covas, Geraldo Alckmin, José Serra e agora João Doria. Todos eleitos, filiados e com imagem completamente associada ao tucanato. Portanto, pode ser considerado uma continuidade, apesar da mudança de perfil. Durante a campanha eleitoral, Doria se comprometeu a tirar do papel a Linha 18-Bronze, por meio de PPP (Parceria Público-Privada), sugerindo que manteria o modelo contratado pelo Estado desde 2014, à época assinado por Alckmin, padrinho político de Doria. O atual governador fala agora que houve erro de projeto no passado. Por mais que Márcio França (PSB) possa ter atrapalhado o avanço de alguns projetos, a exemplo pontual do andamento da descentralização da farmácia de alto custo no Grande ABC, não dá para jogar todos os problemas de gestão estadual nas costas do ex-vice, que ficou por oito meses na chefia do Palácio dos Bandeirantes.

Inquérito
Por falar em Palácio, a Promotoria de Justiça do Meio Ambiente da Capital instaurou inquérito civil para apurar as modificações feitas pelo governo do Estado em móveis e pisos da sede da administração paulista, imóvel parcialmente tombado. Na portaria que deu início ao procedimento, o promotor Carlos Prestes Camargo citou que a remodelação e redecoração realizadas no local descaracterizou móveis de madeira de lei, pisos e adornos, que foram pintados com tinta preta, inclusive brasões de São Paulo. Apesar de o Palácio ter apenas a fachada tombada, o inquérito pretende determinar se o governo poderia modificar os móveis, pisos, mesas e demais bens que possuem interesse histórico e artístico sem a consulta de órgãos preservacionistas.

Demissão na advocacia pública
Após período de tramitação de inquérito disciplinar na Prefeitura de Santo André, o procurador do município Daniel Koiffmann foi demitido do serviço público. Comissão aberta, ainda em 2016, para analisar caso julgou o servidor culpado por conduta considerada inadequada. Recurso para reverter a decisão foi rejeitado e a exoneração foi publicada no começo deste mês. A instauração do procedimento teria ocorrido após o funcionário ter perdido prazo de um recurso da Prefeitura, o que teria gerado prejuízos à municipalidade. A demissão provocou reação da categoria. Houve manifestação na Câmara na quinta-feira, com uso da tribuna livre. Integrantes da subsecção da OAB de Santo André demonstraram apoio ao servidor.

Nomeada
Candidata a vereadora pelo PPS no processo eleitoral de 2016, figurando na chapa proporcional de Raimundo Salles (PPS), a produtora Sonia Varuzza foi nomeada na Prefeitura de Santo André para trabalhar na área de Cultura da cidade. Ela atua desde então na função de coordenação da Casa da Palavra. A popular-socialista obteve 280 votos no pleito municipal.

Paraná Pesquisas
Se a eleição para a prefeitura da Capital fosse hoje, 76,3% dos paulistanos não saberiam em quem votar para o cargo. É o que mostra o levantamento da Paraná Pesquisas, divulgado ontem. No cenário da pesquisa estimulada, contudo, quando os possíveis nomes da disputa são apresentados aos entrevistados, o deputado federal Celso Russomanno (PRB) aparece na frente, com 22,4% das intenções de voto, seguido por Fernando Haddad (PT), com 14,6%, e Márcio França (PSB), com 13,1%. Um pouco mais abaixo figuram Paulo Skaf (MDB), com 10,9%, e Bruno Covas (PSDB), com 7,9%. O pleito ocorrerá em outubro de 2020. O governo Bruno Covas tem desaprovação de 56,7% dos entrevistados, enquanto 38,3% aprovam. A sondagem foi feita com 1.002 pessoas.  

Comentários


Veja Também


São quase 25 anos de PSDB no Estado

São quase 25 anos do PSDB no comando do governo do Estado. Neste período, passaram pelo poder Mário Covas, Geraldo Alckmin, José Serra e agora João Doria. Todos eleitos, filiados e com imagem completamente associada ao tucanato. Portanto, pode ser considerado uma continuidade, apesar da mudança d...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar