Nacional

Avaliada em R$ 1,5 milhão, carga roubada de vacinas iria abastecer postos


Um caminhão com 90.454 doses de vacinas - dentre as quais 62 mil contra a gripe - foi roubado na manhã desta sexta-feira, 5, em Guadalupe, na zona norte do Rio. O veículo, que pertence a uma empresa terceirizada que presta serviço à Prefeitura, já foi localizado, mas sem a carga que é avaliada em R$ 1,5 milhão.

Inicialmente, a informação era de que o caminhão transportava 15 mil doses de vacinas, mas a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) esclareceu que o montante é seis vezes maior. Além das vacinas, o veículo continha outros insumos, como preservativos, seringas para insulina e materiais para verificar glicemia. Todo o material iria abastecer postos de saúde da rede pública da cidade.

O prefeito Marcelo Crivella (PRB) chegou a dizer que o roubo do caminhão terá impacto na campanha de vacinação contra a gripe, alegando que "para receber um novo material, vai demorar". A SMS, contudo, assegura que o cronograma está mantido. "O ocorrido não atrapalhará o início da Campanha de Vacinação contra a Gripe, na próxima quarta-feira, dia 10", informou a pasta.

A carga roubada estava em um depósito na zona oeste da cidade, e havia sido encaminhada pelo Ministério da Saúde. O roubo aconteceu quando o caminhão transitava pela Avenida Brasil, uma das mais movimentadas do Rio e com histórico de roubo de cargas. A Polícia Civil investiga o caso.

Comentários


Veja Também


Avaliada em R$ 1,5 milhão, carga roubada de vacinas iria abastecer postos

Um caminhão com 90.454 doses de vacinas - dentre as quais 62 mil contra a gripe - foi roubado na manhã desta sexta-feira, 5, em Guadalupe, na zona norte do Rio. O veículo, que pertence a uma empresa terceirizada que presta serviço à Prefeitura, já foi localizado, mas sem a carga que é avaliada em...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar