Esportes

Com seis novidades, Brasil encara El Salvador nos EUA


 Com meta de se reformular depois da disputa da Copa do Mundo da Rússia, a Seleção Brasileira terá o segundo desafio hoje. A equipe, que terá diversas mudanças entre os titulares, enfrenta o El Salvador, na Arena FedEx Field, em Washington, nos Estados Unidos, às 21h30, para, ao menos, ganhar confiança e entrosamento com os novos atletas chamados pelo técnico Tite.

O treinador, aliás, esboçou na atividade de ontem, no Estádio Audi Field, que a seleção terá seis novidades em relação ao time que venceu os Estados Unidos por 2 a 0, na sexta-feira – gols de Roberto Firmino e Neymar. Com isso, o goleiro Neto, o lateral-direito Éder Militão, o zagueiro Dedé, o lateral-esquerdo Alex Sandro, o volante Arthur e o atacante Richarlison devem ganhar oportunidade.

Os dois últimos já haviam entrado na última partida e eram pedidos pelo torcedor até para estarem presentes na Copa do Mundo. Outro que ganha chance após ficar quase dois anos parado por sofrer com lesões diferentes é Dedé. O zagueiro estava na pré-lista de atletas do Mundial e foi elogiado por Tite desde a sua volta.

O amistoso contra El Salvador, aliás, é considerado grande oportunidade para esses jogadores ganharem espaço. O adversário de hoje ocupa a 72ª colocação no ranking da Fifa e não deve apresentar dificuldades para a Seleção.

Desta forma, o Brasil deve ir a campo com Neto; Militão, Marquinhos, Dedé e Alex Sandro; Casemiro, Arthur e Philippe Coutinho; Neymar, Douglas Costa e Richarlison.

A preocupação de Tite nesta renovação é justamente com a defesa, já que a maioria dos atletas que disputaram a Copa na Rússia não participarão da edição do Catar, em 2022, por conta da idade. Miranda e Marcelo, inclusive, nem foram chamados para o início deste ciclo. Com isso, Marquinhos se consolida cada vez mais como zagueiro principal da equipe.

A Seleção já tem marcados amistosos para outubro, quando enfrentará a Arábia Saudita, no dia 12, e Argentina, no dia 16. As partidas serão realizadas na Arábia Saudita.

Tite prega respeito a técnicos
Em busca de preservar jogadores que disputarão confrontos por seus clubes durante a semana, o técnico Tite avisou ontem, em entrevista coletiva realizada em Washigton, que não utilizará alguns atletas em toda a partida. Ele pregou respeito aos treinadores.

“Quando eu era técnico de clube sempre gostava que o treinador da Seleção tivesse respeito para devolver em boas condições. Dedé não vai jogar o tempo todo. Paquetá também não vai atuar um tempo que possa interferir. Mas temos que jogar e produzir bem, qualquer que seja o adversário”, disse Tite, se referindo aos dois atletas, que vão atuar amanhã pelas semifinais da Copa do Brasil – o Cruzeiro enfrenta o Palmeiras, enquanto o Flamengo duela com o Corinthians. O treinador ainda pediu atenção hoje diante de El Salvador e cobrou vitória com bom futebol.

“Historicamente, a Seleção já perdeu para equipes tecnicamente inferiores. A gente tem, sim, a responsabilidade de jogar bem e vencer”, completou Tite, que provocou o presidente norte-americano Donald Trump. “São cinco títulos mundiais, talvez historicamente ele possa ser melhor informado”, afirmou, mostrando a mão aberta simbolizando as cinco estrelas do País. O presidente havia dito que o Brasil teve um “probleminha” na Copa.

Comentários


Veja Também


Com seis novidades, Brasil encara El Salvador nos EUA

 Com meta de se reformular depois da disputa da Copa do Mundo da Rússia, a Seleção Brasileira terá o segundo desafio hoje. A equipe, que terá diversas mudanças entre os titulares, enfrenta o El Salvador, na Arena FedEx Field, em Washington, nos Estados Unidos, às 21h30, para, ao menos, ganha...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar