Setecidades

Desfile cívico atrai 10 mil em São Caetano


O desfile cívico em comemoração à Independência do Brasil, realizado ontem em São Caetano, reuniu cerca de 10 mil pessoas na Avenida Presidente Kennedy, no bairro Santa Paula. Deste total, 3.000 eram alunos, pais, professores de 23 escolas municipais e da Apae (Associação de Pais e Amigos do Excepcional), além de integrantes da administração, da GCM (Guarda Civil Municipal), da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. Ao todo, 36 instituições participaram do evento. São Caetano foi uma das duas únicas cidades do Grande ABC (Diadema também realizou desfile) a contar com comemorações oficiais para a data.

A manhã de sol e calor atraiu famílias inteiras para acompanhar a solenidade. O casal Elda Vieira, 36 anos, e Eduardo Sarti, 36, levou as filhas Alice, 2, e Thais, 7 meses, para acompanhar o desfile. Emocionada após a passagem dos alunos da Apae, Elda afirmou que pretende incentivar as filhas a participar de atividades como esta. “É uma oportunidade de integração entre a comunidade e os órgãos públicos”, considerou.

Leia Mais

A gerente comercial Lesnik Mathias, 42, estava acompanhando o filho Miguel, 5, que participou do desfile junto com os alunos da Educação Infantil. A moradora comemorou a retomada do evento na cidade, que não foi realizado em 2017 por questões financeiras. “Meu filho entrou na rede municipal neste ano e acho importante retomar essa tradição”, afirmou.

Um dos blocos mais animados foi o dos alunos da Unimais (Universidade Aberta da Terceira Idade). As aposentadas Benê Furlan, 74, Marina Tereskovas Diniz, 77, e Genoveva Rodrigues, 82, esbanjavam energia após o trajeto. “São Caetano é uma cidade maravilhosa e a gente precisa de incentivo e positividade para o País”, declarou Benê.

O prefeito da cidade, José Auricchio Júnior (PSDB), destacou que retomar a realização do desfile era um compromisso com a população. “É a principal data da República e a comemoração cívico-militar é uma tradição em todas as cidades. Ano passado, por questões do ajuste econômico, não conseguimos fazer e era um compromisso retomar a partir deste ano”, afirmou, classificando o evento como “um grande sucesso.”

Auricchio lamentou o incidente ocorrido na noite de quinta-feira com o deputado federal e candidato a presidente, Jair Bolsonaro (PSL), que foi esfaqueado durante um ato de campanha em Juiz de Fora (Minas Gerais). “Isso fere a democracia. Está longe do que a gente quer para o Brasil, mas não podemos deixar de considerar que isso é produto de uma intolerância generalizada que a gente vê acontecendo junto ao processo eleitoral. Espero que isso pare por aí e que ele tenha uma pronta recuperação”, pontuou.

DIADEMA

O desfile em Diadema reuniu cerca de 20 mil pessoas e contou com 7.000 estudantes de 35 escolas. Associações como Jeepeiros de Diadema, Moto Clubes, entre outros, também participaram da atividade.
 

Comentários


Veja Também


Voltar