Cultura & Lazer

Exposição na Casa do Olhar trata sobre as nuances do amor


Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) era exímio em falar dos sentimentos. Um, em especial, protagonizou diversos de seus textos, que são difundidos até hoje, principalmente em trocas de mensagens dos casais românticos: ‘Que pode uma criatura senão entre criaturas, amar? Amar e esquecer? Amar e malamar. Amar, desamar e amar”. Foi baseado neste forte laço humano que o artista plástico Alexandre Barasino fez parte de sua obra, que acaba de ganhar a exposição Sob a Máscara, o Amor, na Casa do Olhar Luiz Sacilotto, em Santo André.

A ideia surgiu após pesquisa feita pelo artista em 2014, quando iniciou estudo sobre o amor, com enfoque psicológico. “Foi aí que desenvolvi o conceito das máscaras, que falam muito sobre a gente. Quando uso este termo coloco os sete pecados capitais também, ira, cobiça, gula etc. E, sob essa ‘carcaça’ que formamos, ou a máscara, lá no fundo, na nossa essência, temos em comum o amor.”

Para exemplificar o que constatou em suas pesquisas, Barasino tratou de confeccionar 33 obras, divididas em cinco séries. Elas foram feitas nos últimos quatro anos, em diferentes suportes e com técnicas variadas, como colagem, desenho e pintura. “Trabalho sobre camadas, tinta, colagem, sempre sobrepondo, fazendo uma analogia do que nós somos, cheios de camadas. Os desenhos são com muitas linhas, muitos riscos. Não é um traço limpo, é bastante expressivo”, explica.

Segundo a curadora Lisa Mangussi, “ a exposição apresenta obras cuja pesquisa diz respeito ao feminino, ao amor, ao comportamento humano, às nossas verdades e às máscaras que criamos em determinadas situações. E o que tempera e traz dinamismo às suas produções é a dualidade: o bem e o mal, o amor e o ódio, o que é verdadeiro, a essência, e o que é uma farsa, a máscara”.

A mostra conta também com audiodescrição de quatro obras, realizadas por Ana Carolina Konecsni, tornando a exposição acessível também às pessoas com deficiência visual. “Basta ter o aplicativo de QRCode no celular para ler o código das respectivas obras e escutar a descrição”, explica o artista, que é morador de Santo André há oito anos, pós-graduado em História da Arte Contemporânea e Educação, e faz sua primeira exposição individual na região.

Sob a máscara, o amor – Exposição. Casa do Olhar Luiz Sacilotto – Rua Campos Sales, 414, em Santo André. Até 24 de setembro, das 10h às 17h. Gratuito. 

Comentários


Veja Também


Exposição na Casa do Olhar trata sobre as nuances do amor

Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) era exímio em falar dos sentimentos. Um, em especial, protagonizou diversos de seus textos, que são difundidos até hoje, principalmente em trocas de mensagens dos casais românticos: ‘Que pode uma criatura senão entre criaturas, amar? Amar e esquecer? Amar e...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar