Setecidades

Alunos ressaltam cuidado com a natureza em redação


 A 12ª edição do Desafio de Redação já alcançou a marca de 50 escolas participantes na região, percorrendo as cidades de São Bernardo, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra – onde a equipe do Diário acompanhou, ontem, a aplicação dos textos na EE Di Cavalcanti, no Jardim Caçula. Para os alunos, dividir o meio urbano com a Mata Atlântica é uma lição de casa proveitosa sobre sustentabilidade.

A jovem Giovanna Sousa, 13 anos, estudante do 8º ano do Ensino Fundamental, diz que cresceu aprendendo, no dia a dia, sobre a importância da natureza para a população. E a tarefa foi expressada na redação elaborada ontem. “Odeio ver gente jogando lixo no chão. Mesmo sabendo que não é certo, as pessoas continuam fazendo. Desde pequena fui educada a cuidar do meio ambiente, e isso inclui não poluir, que é uma coisa muito fácil de fazer”, contou.

Leia Mais

A jovem acredita que uma das medidas sustentáveis mais benéficas para a sociedade é a redução dos canudos descartáveis nos restaurantes. “É um passo para melhorar o mundo. Vi o estrago que os canudinhos faziam no meio ambiente e fiquei chocada. Era algo que a gente usava sem nem saber o quanto era ruim”, disse.

Já Carolina da Silva Santos, 13, se preocupa com a cidade onde vive, que fica em área de manancial. “Me inspirei em vários depoimentos sobre economia de água e atitudes contra a poluição para a redação”, falou. Ela julga o tema do Desafio, Uma Atitude Sustentável Pode Mudar o Mundo, educativo e complementar ao que está aprendendo.

A EE já teve alunos vencedores em concursos anteriores, um em 2007 e outro em 2011, o que estimula ainda mais os alunos a capricharem nos textos. O Desafio de Redação é correalizado pela USCS (Universidade Municipal de São Caetano), com patrocínio do Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental de São Caetano), e apoio da rede de academias Smart Fit.

 

Comentários


Veja Também


Voltar