Política

'Eu não vou para o embate, eu vou para o debate', diz Marina Silva


Em um evento de campanha com alunos de uma escola pública em Brasília, a candidata da Rede ao Palácio do Planalto, Marina Silva, ironizou a decisão, e depois o recuo, de seu adversário, Jair Bolsonaro, presidenciável pelo PSL, de não ir mais a debates na televisão durante a campanha eleitoral.

"Ele já tinha dito isso em outras oportunidades e não cumpriu o que disse. Eu estarei no debate porque ele é momento de se discutir ideias com a sociedade", disse.

Leia Mais

No último debate, realizado pela RedeTV! na semana passada, Marina confrontou Bolsonaro após ele ter dito que não era preciso se preocupar com diferenças salariais entre homens e mulheres. Marina defendeu que a questão é pertinente e disse que as desigualdades entre gêneros ainda persistem no mercado de trabalho.

Questionada sobre se temia virar alvo preferencial de Bolsonaro nos próximos debates, Marina disse que já foi "alvo em 2014", quando também foi candidata à Presidência.

"Eu não vou para o embate, eu vou para o debate. (...) Já passei por ataques em 2014 e vou continuar debatendo o que é bom para o Brasil. Não vou discutir apenas propostas mas propósitos. Quero ganhar por ganhar, não vou agredir ninguém", disse.

Comentários


Veja Também


Voltar