Questão de Emprego

Profissional temporário


 1 – Soube de alguns executivos que foram contratados como temporários. Pensei que esse modelo de contratação se aplicava somente para cargos mais operacionais. Por que as empresas estão aderindo a esse tipo de contratação?

Esse é um modelo de contratação em cargos que vão de analista a diretor já consolidado nos Estados Unidos e na Europa e que vem aumentando no Brasil. Isso acontece principalmente porque as companhias têm entendido que não vale inflar o quadro de profissionais permanente para executar projetos que têm data para início e término, para auxiliar a equipe interna em picos esporádicos de trabalho, para suprir a ausência temporária ou emergencial de um profissional ou outra demanda pontual. Do ponto de vista do profissional, muitos dos que atuaram na modalidade visualizaram muitas vantagens e têm se especializado na carreira.

Leia Mais


2 – Para o profissional, é ruim ser funcionário temporário?

Profissionais que atuam em projetos temporários para cargos de média e alta gestão relatam diversas vantagens nesse modelo de contratação, como: possibilidade de se dedicar a ações pessoais entre um projeto e outro; ampliação da rede de contatos; e aumento de conhecimento e experiência na área. Por ser visto como um especialista, é possível ainda que, ao longo dos anos, esse profissional veja crescer seu reconhecimento financeiro. Pesquisa da Robert Half revelou que até 2020 os profissionais temporários deverão igualar o grau de importância dos colaboradores permanentes dentro das organizações. Porém, terão mais facilidade de se adaptar ao modelo de contratação profissionais que se sentem motivados diante de novos desafios.


3 – Quais as principais características que um profissional temporário deve ter?

Para garantir bons resultados ao trabalhar por projetos, de posições de analista a diretor, é preciso que o profissional tenha alta capacidade de autogestão, organização, comprometimento, proatividade, foco em resultados, flexibilidade para lidar com diferentes pessoas e em ambientes diversos, maturidade para se comunicar com diferentes níveis hierárquicos, perfil mão na massa, fluência em um segundo idioma (em alguns casos) e sólida formação na área de atuação.


4 – Recebi uma proposta para trabalhar como temporário por seis meses. Quais são meus direitos legais nesse tipo de contratação?

O profissional temporário tem os mesmos direitos trabalhistas de um funcionário permanente: carteira assinada; 13º salário; férias; recolhimento de FGTS; vale-transporte; e seguro. O que difere é que os valores serão proporcionais ao tempo trabalhado.


5 – Um profissional temporário tem chances de ser contratado como permanente?

Sim, essa chance sempre existe. Podem acontecer três situações: a empresa abre uma vaga temporária para testar e avaliar se há a necessidade de torná-la permanente; diante da perda de um profissional muito importante para as estratégias do negócio, a companhia contrata profissional temporário enquanto realiza o processo seletivo com calma e o considera no processo seletivo; e o profissional contratado como temporário desempenha tão bem as funções que a organização acaba criando uma vaga para ele na equipe permanente. Por isso, o comprometimento, que citei anteriormente, é muito importante. Ele tende a abrir portas e oportunidades importantes para a carreira.

Comentários


Veja Também


Voltar