Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Sarkozy perderia para Hollande no 2º turno

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Vantagem de Sarkozy sobre seu principal rival diminuiu
na última sondagem feita pela CSA na semana passada



05/04/2012 | 04:39


O presidente da França, Nicolas Sarkozy, superaria o candidato do Partido Socialista, François Hollande, no primeiro turno das eleições presidenciais marcadas para 22 de abril, embora perdesse para o candidato socialista no segundo turno, em 6 de maio, de acordo com uma pesquisa recente.

 

A pesquisa realizada pela CSA nos dias 2 e 3 de abril, e cujos dados foram apresentados na noite desta quarta-feira, mostrou que 30% dos potenciais eleitores escolheriam o atual presidente caso as eleições fossem realizadas hoje. Contudo, 29% dos potenciais eleitores escolheriam para presidir o país seu rival socialista.

 

A vantagem de Sarkozy sobre seu principal rival diminuiu na última sondagem feita pela CSA na semana passada, a qual mostrou que Sarkozy tinha 30% das intenções de voto contra 26% de Hollande.

 

No caso provável de um segundo turno - nenhum candidato deve conseguir os 50% dos votos do primeiro turno - Sarkozy perderia para Hollande, pois 46% dos entrevistados disseram que votariam em Sarkozy, ante 54% que prefeririam seu rival.

 

Sarkozy tem subido em todas as pesquisas desde que anunciou formalmente sua candidatura em fevereiro, mas Hollande é o favorito. De acordo com as mais recentes sondagens feitas por pesquisadores não pertencentes à CSA, a exposição na mídia de Sarkozy devido à onda recente de terror no sudeste da França tem ajudado o atual presidente.

 

A CSA disse que as intenções de voto para o candidato de extrema-esquerda, Jean-Luc Melenchon, subiram 2,5 pontos porcentuais desde março, alcançando 15%, enquanto a candidata de extrema direita, Marine Le Pen, perdeu dois pontos percentuais, caindo para 13%. O candidato de centro, François Bayrou, perdeu 2,5 pontos porcentuais, recuando para 10%. A pesquisa ouviu 884 pessoas. As informações são da Dow Jones.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sarkozy perderia para Hollande no 2º turno

Vantagem de Sarkozy sobre seu principal rival diminuiu
na última sondagem feita pela CSA na semana passada


05/04/2012 | 04:39


O presidente da França, Nicolas Sarkozy, superaria o candidato do Partido Socialista, François Hollande, no primeiro turno das eleições presidenciais marcadas para 22 de abril, embora perdesse para o candidato socialista no segundo turno, em 6 de maio, de acordo com uma pesquisa recente.

 

A pesquisa realizada pela CSA nos dias 2 e 3 de abril, e cujos dados foram apresentados na noite desta quarta-feira, mostrou que 30% dos potenciais eleitores escolheriam o atual presidente caso as eleições fossem realizadas hoje. Contudo, 29% dos potenciais eleitores escolheriam para presidir o país seu rival socialista.

 

A vantagem de Sarkozy sobre seu principal rival diminuiu na última sondagem feita pela CSA na semana passada, a qual mostrou que Sarkozy tinha 30% das intenções de voto contra 26% de Hollande.

 

No caso provável de um segundo turno - nenhum candidato deve conseguir os 50% dos votos do primeiro turno - Sarkozy perderia para Hollande, pois 46% dos entrevistados disseram que votariam em Sarkozy, ante 54% que prefeririam seu rival.

 

Sarkozy tem subido em todas as pesquisas desde que anunciou formalmente sua candidatura em fevereiro, mas Hollande é o favorito. De acordo com as mais recentes sondagens feitas por pesquisadores não pertencentes à CSA, a exposição na mídia de Sarkozy devido à onda recente de terror no sudeste da França tem ajudado o atual presidente.

 

A CSA disse que as intenções de voto para o candidato de extrema-esquerda, Jean-Luc Melenchon, subiram 2,5 pontos porcentuais desde março, alcançando 15%, enquanto a candidata de extrema direita, Marine Le Pen, perdeu dois pontos percentuais, caindo para 13%. O candidato de centro, François Bayrou, perdeu 2,5 pontos porcentuais, recuando para 10%. A pesquisa ouviu 884 pessoas. As informações são da Dow Jones.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;