Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Tigre recebe Mogi Mirim em busca de reduzir risco de queda

Se conquistar três pontos hoje, no 1º de Maio, possibilidade de permanência sobe a 97%


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

31/03/2016 | 07:00


O São Bernardo pode se aproximar do primeiro objetivo neste Campeonato Paulista, que é se safar do rebaixamento. Às 17h de hoje, recebe o desesperado Mogi Mirim, no Estádio 1º de Maio. Segundo estatísticas do site Chance de Gol, caso conquiste os três pontos o Tigre alcança 97% de possibilidade de permanecer na elite estadual. E pelas condições do Grupo B, o triunfo mantém o time na briga pela classificação às quartas de final. Assim, o duelo – que pode ser um dos últimos de Sérgio Soares pelo clube – é fundamental nos planos aurinegros.

“A gente está encarando como decisão porque tem pretensão dupla na competição, falando em permanência e em brigar por classificação. Então, dentro de casa precisamos trabalhar com intensidade, força e pressionar o adversário”, disse o treinador.

Este estilo de jogo ofensivo imposto por Soares desde sua chegada deu resultado. Com o técnico, a equipe deu salto na tabela com três vitórias, um empate e duas derrotas, e deixou a zona da degola. “Quando chegamos o time estava em situação complicada. Hoje a expectativa é diferente”, disse o treinador. “No futebol, se tiver medo de perder, você empata ou perde. Se não tiver, você vence.”

De acordo com o zagueiro Diego Ivo, o sistema defensivo tem de se desdobrar por conta da tática aurinegra. Mas a linha formada por ele, Luciano Castán, Eduardo e Magal, com Daniel Pereira à frente e Daniel no gol, tem dado conta do recado.

“Para a gente lá atrás a atenção tem de ser triplicada. Trabalhei com o Sérgio no Ceará e ele pede para a gente estar atento na defesa. Mas passa muita confiança, fala para a gente segurar a barra e temos de nos manter firmes”, disse Diego Ivo, que tem boas perspectivas para o Tigre neste Paulistão. “Estamos cientes sobre o rebaixamento e queremos vencer este jogo justamente para dar uma aliviada nesse pensamento para buscar o principal objetivo, que é a classificação. A gente vem crescendo no momento certo.”

Prioridade no Ceará, técnico afirma que cumprirá contrato

O São Bernardo poderá ficar sem treinador em duas semanas. Sérgio Soares é a primeira opção do Ceará, que ainda busca classificação às semifinais do Cearense e, posteriormente, iniciará preparação para o Brasileiro da Série B. Em entrevista ao Diário, entretanto, o comandante negou acerto imediato e salientou que ficará, no mínimo, até o fim da primeira fase.

“Ainda não (tem nada certo). Tenho de cuidar daqui. Tenho compromisso até o fim do Paulista. Após o término, podemos conversar”, afirmou ele. “Quero deixar o time garantido (na elite), brigar pela classificação e aí temos de conversar (sobre a permanência)”, emendou Soares, sem garantir permanência em caso de classificação. “Mata-mata é complicado. Pode ir avançando e os caras (Ceará) não vão ficar esperando.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Tigre recebe Mogi Mirim em busca de reduzir risco de queda

Se conquistar três pontos hoje, no 1º de Maio, possibilidade de permanência sobe a 97%

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

31/03/2016 | 07:00


O São Bernardo pode se aproximar do primeiro objetivo neste Campeonato Paulista, que é se safar do rebaixamento. Às 17h de hoje, recebe o desesperado Mogi Mirim, no Estádio 1º de Maio. Segundo estatísticas do site Chance de Gol, caso conquiste os três pontos o Tigre alcança 97% de possibilidade de permanecer na elite estadual. E pelas condições do Grupo B, o triunfo mantém o time na briga pela classificação às quartas de final. Assim, o duelo – que pode ser um dos últimos de Sérgio Soares pelo clube – é fundamental nos planos aurinegros.

“A gente está encarando como decisão porque tem pretensão dupla na competição, falando em permanência e em brigar por classificação. Então, dentro de casa precisamos trabalhar com intensidade, força e pressionar o adversário”, disse o treinador.

Este estilo de jogo ofensivo imposto por Soares desde sua chegada deu resultado. Com o técnico, a equipe deu salto na tabela com três vitórias, um empate e duas derrotas, e deixou a zona da degola. “Quando chegamos o time estava em situação complicada. Hoje a expectativa é diferente”, disse o treinador. “No futebol, se tiver medo de perder, você empata ou perde. Se não tiver, você vence.”

De acordo com o zagueiro Diego Ivo, o sistema defensivo tem de se desdobrar por conta da tática aurinegra. Mas a linha formada por ele, Luciano Castán, Eduardo e Magal, com Daniel Pereira à frente e Daniel no gol, tem dado conta do recado.

“Para a gente lá atrás a atenção tem de ser triplicada. Trabalhei com o Sérgio no Ceará e ele pede para a gente estar atento na defesa. Mas passa muita confiança, fala para a gente segurar a barra e temos de nos manter firmes”, disse Diego Ivo, que tem boas perspectivas para o Tigre neste Paulistão. “Estamos cientes sobre o rebaixamento e queremos vencer este jogo justamente para dar uma aliviada nesse pensamento para buscar o principal objetivo, que é a classificação. A gente vem crescendo no momento certo.”

Prioridade no Ceará, técnico afirma que cumprirá contrato

O São Bernardo poderá ficar sem treinador em duas semanas. Sérgio Soares é a primeira opção do Ceará, que ainda busca classificação às semifinais do Cearense e, posteriormente, iniciará preparação para o Brasileiro da Série B. Em entrevista ao Diário, entretanto, o comandante negou acerto imediato e salientou que ficará, no mínimo, até o fim da primeira fase.

“Ainda não (tem nada certo). Tenho de cuidar daqui. Tenho compromisso até o fim do Paulista. Após o término, podemos conversar”, afirmou ele. “Quero deixar o time garantido (na elite), brigar pela classificação e aí temos de conversar (sobre a permanência)”, emendou Soares, sem garantir permanência em caso de classificação. “Mata-mata é complicado. Pode ir avançando e os caras (Ceará) não vão ficar esperando.”

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;