Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 23 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Jacu-Pêssego é a melhor opção para chegar ao aeroporto

Nario Barbosa Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Para quem sai de Sto.André fora do horário de pico, caminho é o mais econômico; Trecho Leste do Rodoanel é alternativa para fugir de trânsito


Yago Delbuoni
especial para o Diário

05/07/2015 | 07:07


O Complexo Jacu-Pêssego é a melhor rota para quem mora em Santo André e precisa chegar ao Aeroporto Internacional de Guarulhos fora dos horários de pico. Quando há congestionamento, porém, o Trecho Leste do Rodoanel, recém-finalizado, é alternativa.

Na última semana, a reportagem do Diário realizou o trajeto entre a sede do jornal, no bairro Jardim, e o terminal utilizando três rotas: o recém-finalizado Trecho Leste, o complexo viário Jacu-Pêssego e a Avenida Salim Farah Maluf com Rodovia Presidente Dutra. O horário de saída foi o mesmo nos três dias: por volta das 14h.

Pelo Rodoanel foram percorridos 76,9 quilômetros em uma hora e quatro minutos. Já pela Jacu-Pêssego, a distância foi de 45,7 quilômetros, vencida em 48 minutos. Na última rota, pela Salim e Dutra, foram 41,4 quilômetros feitos em 59 minutos.

Com os dados coletados, o professor de Engenharia Civil da FEI (Fundação Educacional Inaciana) e mestre em Transportes Creso de Franco Peixoto indicou que o melhor trajeto é mesmo a Jacu-Pêssego, não apenas na questão da distância, mas também no valor gasto com combustível.

Segundo o professor, existem dois tipos de viagens: de mobilidade, para realizar deslocamentos maiores com utilização de rodovias; e de acessibilidade, para distâncias menores, como poucos quarteirões.

Peixoto explica que o Rodoanel se enquadra nas viagens de mobilidade. “O viário serve para desviar o trânsito da Capital, principalmente das marginais, ligando o Vale do Paraíba ao Litoral paulista.”

O professor calculou o gasto com combustível em cada rota. Ele considera que um quilômetro rodado em deslocamento urbano custa R$ 0,80 e rodoviário, R$ 0,50.

O percurso feito pela Salim e Dutra, são consumidos R$ 33,12. Pelo Trecho Leste, o gasto é de R$ 38,45. Já pela Jacu-Pêssego, a rota mais barata, o valor do combustível gasto é de R$ 27,42.

PICO - De acordo com Peixoto, o Trecho Leste do Rodoanel é alternativa para os dias e horários de congestionamento. “Como a prioridade ainda é o uso do automóvel individual e o investimento em transportes públicos com qualidade não é adequado, a tendência é que a Jacu-Pêssego tenha mais probabilidade de congestionado, principalmente em horários de pico. Desta forma, o Rodoanel, se torna oportunidade de fugir disso.”

Motorista encontra 14 semáforos na via

Apesar de ser o caminho mais vantajoso fora dos horários de pico, o trajeto pelo Complexo Jacu-Pêssego tem total de 14 semáforos, o que pode torná-lo complicado no caso de congestionamentos, já que os faróis represam ainda mais o trânsito.

A reportagem do Diário realizou na quarta-feira o trajeto pela via, cujo acesso fica na Avenida João Ramalho, em Mauá. A sinalização indica o acesso ao aeroporto logo na entrada do complexo.

As ruas que cruzam o corredor a partir de Mauá são: Keia Nakamura, Tomoichi Shimitsu, Jaime Ribeiro Wright, Masato Missawa, Agrimensor Sugaya, Bartolomeu Ferrari, Avenida João Batista Conti, Rua Canabrava, Botuporã, São Francisco do Piauí. Bento Vieira de Castro, Montanhas, Boas Noites, Carolina Fonseca e Francisco Salles Motta Júnior.

No término da pista, o condutor precisa pegar uma alça de acesso para a Rodovia Ayrton Senna e seguir até a Rodovia Hélio Smidt.

Apontado como opção para os horários de pico, o Trecho Leste do Rodoanel, percorrido na terça-feira, é acessado pela Papa João XXIII, em Mauá. Chegando a Ribeirão Pires, na pista externa do Rodoanel, há túnel e serviço de ajuda ao usuário. Apenas no município de Suzano o usuário avista sinalização com informações para acessar o terminal pela saída 123, acesso à Rodovia Ayrton Senna, aeroporto e para as cidades de Guarulhos e Mogi das Cruzes. Mais adiante, o motorista passa por uma praça de pedágio, ao custo de R$ 2,20.

Já na Rodovia Ayrton Senna há placa sinalizando que a distância para o aeroporto é de 20 quilômetros. É necessário pagar mais um pedágio, no valor de R$ 2,90. Em Guarulhos, a equipe necessitou usar a Rodovia Hélio Smidt para chegar aos terminais 1 e 2.

O último trajeto, na quinta-feira, foi realizado pela Avenida Salim Farah Maluf e Rodovia Presidente Dutra. Para isso, foi necessário utilizar a Avenida José Antônio de Almeida Amazonas e o Viaduto Adib Chammas e acessar a Avenida dos Estados, com tráfego intenso, até chegar à Capital. No caminho, foram encontrados 14 semáforos.

Na Vila Prudente, foram percorridas as ruas Baía Grande, Ciesta, Ciclaves, das Héras, a Avenida José da Nóbrega e a Avenida Francisco Falconi, até chegar à Avenida Luiz Ignácio de Anhaia Melo e, assim, acessar a Salim Farah Maluf, com o tráfego também intenso e mais dez semáforos.

Na Rodovia Presidente Dutra, foram avistadas placas com a indicação para o aeroporto, com chegada na Avenida Hélio Smidt e término da viagem nos terminais 1 e 2. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Jacu-Pêssego é a melhor opção para chegar ao aeroporto

Para quem sai de Sto.André fora do horário de pico, caminho é o mais econômico; Trecho Leste do Rodoanel é alternativa para fugir de trânsito

Yago Delbuoni
especial para o Diário

05/07/2015 | 07:07


O Complexo Jacu-Pêssego é a melhor rota para quem mora em Santo André e precisa chegar ao Aeroporto Internacional de Guarulhos fora dos horários de pico. Quando há congestionamento, porém, o Trecho Leste do Rodoanel, recém-finalizado, é alternativa.

Na última semana, a reportagem do Diário realizou o trajeto entre a sede do jornal, no bairro Jardim, e o terminal utilizando três rotas: o recém-finalizado Trecho Leste, o complexo viário Jacu-Pêssego e a Avenida Salim Farah Maluf com Rodovia Presidente Dutra. O horário de saída foi o mesmo nos três dias: por volta das 14h.

Pelo Rodoanel foram percorridos 76,9 quilômetros em uma hora e quatro minutos. Já pela Jacu-Pêssego, a distância foi de 45,7 quilômetros, vencida em 48 minutos. Na última rota, pela Salim e Dutra, foram 41,4 quilômetros feitos em 59 minutos.

Com os dados coletados, o professor de Engenharia Civil da FEI (Fundação Educacional Inaciana) e mestre em Transportes Creso de Franco Peixoto indicou que o melhor trajeto é mesmo a Jacu-Pêssego, não apenas na questão da distância, mas também no valor gasto com combustível.

Segundo o professor, existem dois tipos de viagens: de mobilidade, para realizar deslocamentos maiores com utilização de rodovias; e de acessibilidade, para distâncias menores, como poucos quarteirões.

Peixoto explica que o Rodoanel se enquadra nas viagens de mobilidade. “O viário serve para desviar o trânsito da Capital, principalmente das marginais, ligando o Vale do Paraíba ao Litoral paulista.”

O professor calculou o gasto com combustível em cada rota. Ele considera que um quilômetro rodado em deslocamento urbano custa R$ 0,80 e rodoviário, R$ 0,50.

O percurso feito pela Salim e Dutra, são consumidos R$ 33,12. Pelo Trecho Leste, o gasto é de R$ 38,45. Já pela Jacu-Pêssego, a rota mais barata, o valor do combustível gasto é de R$ 27,42.

PICO - De acordo com Peixoto, o Trecho Leste do Rodoanel é alternativa para os dias e horários de congestionamento. “Como a prioridade ainda é o uso do automóvel individual e o investimento em transportes públicos com qualidade não é adequado, a tendência é que a Jacu-Pêssego tenha mais probabilidade de congestionado, principalmente em horários de pico. Desta forma, o Rodoanel, se torna oportunidade de fugir disso.”

Motorista encontra 14 semáforos na via

Apesar de ser o caminho mais vantajoso fora dos horários de pico, o trajeto pelo Complexo Jacu-Pêssego tem total de 14 semáforos, o que pode torná-lo complicado no caso de congestionamentos, já que os faróis represam ainda mais o trânsito.

A reportagem do Diário realizou na quarta-feira o trajeto pela via, cujo acesso fica na Avenida João Ramalho, em Mauá. A sinalização indica o acesso ao aeroporto logo na entrada do complexo.

As ruas que cruzam o corredor a partir de Mauá são: Keia Nakamura, Tomoichi Shimitsu, Jaime Ribeiro Wright, Masato Missawa, Agrimensor Sugaya, Bartolomeu Ferrari, Avenida João Batista Conti, Rua Canabrava, Botuporã, São Francisco do Piauí. Bento Vieira de Castro, Montanhas, Boas Noites, Carolina Fonseca e Francisco Salles Motta Júnior.

No término da pista, o condutor precisa pegar uma alça de acesso para a Rodovia Ayrton Senna e seguir até a Rodovia Hélio Smidt.

Apontado como opção para os horários de pico, o Trecho Leste do Rodoanel, percorrido na terça-feira, é acessado pela Papa João XXIII, em Mauá. Chegando a Ribeirão Pires, na pista externa do Rodoanel, há túnel e serviço de ajuda ao usuário. Apenas no município de Suzano o usuário avista sinalização com informações para acessar o terminal pela saída 123, acesso à Rodovia Ayrton Senna, aeroporto e para as cidades de Guarulhos e Mogi das Cruzes. Mais adiante, o motorista passa por uma praça de pedágio, ao custo de R$ 2,20.

Já na Rodovia Ayrton Senna há placa sinalizando que a distância para o aeroporto é de 20 quilômetros. É necessário pagar mais um pedágio, no valor de R$ 2,90. Em Guarulhos, a equipe necessitou usar a Rodovia Hélio Smidt para chegar aos terminais 1 e 2.

O último trajeto, na quinta-feira, foi realizado pela Avenida Salim Farah Maluf e Rodovia Presidente Dutra. Para isso, foi necessário utilizar a Avenida José Antônio de Almeida Amazonas e o Viaduto Adib Chammas e acessar a Avenida dos Estados, com tráfego intenso, até chegar à Capital. No caminho, foram encontrados 14 semáforos.

Na Vila Prudente, foram percorridas as ruas Baía Grande, Ciesta, Ciclaves, das Héras, a Avenida José da Nóbrega e a Avenida Francisco Falconi, até chegar à Avenida Luiz Ignácio de Anhaia Melo e, assim, acessar a Salim Farah Maluf, com o tráfego também intenso e mais dez semáforos.

Na Rodovia Presidente Dutra, foram avistadas placas com a indicação para o aeroporto, com chegada na Avenida Hélio Smidt e término da viagem nos terminais 1 e 2. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;