Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 25 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

PMs presos por chacina no RJ são suspeitos por outras mortes


Do Diário OnLine

15/04/2005 | 00:12


Os policiais militares presos por suspeita de participação na chacina que deixou 29 mortos em 31 de março na Baixada Fluminense podem estar envolvidos em outras 15 mortes. A Polícia Civil levantou a ficha dos PMs após a investigação do massacre acontecido em Queimados e Nova Iguaçu.

Um dos policiais reconhecidos por testemunhas da chacina, Fabiano Gonçalves Lopes, é acusado por outros quatro homicídios. Em todos ele era apresentado como vítima na ocorrência, sob a alegação de que matou em legítima defesa.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

PMs presos por chacina no RJ são suspeitos por outras mortes

Do Diário OnLine

15/04/2005 | 00:12


Os policiais militares presos por suspeita de participação na chacina que deixou 29 mortos em 31 de março na Baixada Fluminense podem estar envolvidos em outras 15 mortes. A Polícia Civil levantou a ficha dos PMs após a investigação do massacre acontecido em Queimados e Nova Iguaçu.

Um dos policiais reconhecidos por testemunhas da chacina, Fabiano Gonçalves Lopes, é acusado por outros quatro homicídios. Em todos ele era apresentado como vítima na ocorrência, sob a alegação de que matou em legítima defesa.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;