Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Vereador de Boituva (SP) mata homem e foge


Do Diário OnLine
Com Agências

12/03/2003 | 08:50


O vereador Pedro Fernandes de Souza (PMDB) está foragido da polícia desde a noite desta terça-feira por ser acusado de matar a tiros Sandro Nunes da Silva, 27 anos. Conhecido como Pedrinho Mecânico, o vereador de Boituva foi um dos parlamentares mais votados na última eleição.

Segundos testemunhas, Souza havia, mais cedo, discutido com o genro, Rogério Fernandes, 25 anos. Após a briga Fernandes foi embora e , mais tarde, voltou acompanhado de Nunes. De acordo com a polícia, o colega do genro do vereador já tinha passagem pela polícia. A discussão foi retomada e, irritado, Souza sacou um revólver e atirou contra os dois amigos.

A discussão teria sido motivada por problemas pessoais. No depoimento consta que a filha do vereador, casada com Rogério, deu à luz um filho nesta terça e, por isso, ele foi à casa do sogro para dar a notícia. Os dois estavam brigados há meses.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vereador de Boituva (SP) mata homem e foge

Do Diário OnLine
Com Agências

12/03/2003 | 08:50


O vereador Pedro Fernandes de Souza (PMDB) está foragido da polícia desde a noite desta terça-feira por ser acusado de matar a tiros Sandro Nunes da Silva, 27 anos. Conhecido como Pedrinho Mecânico, o vereador de Boituva foi um dos parlamentares mais votados na última eleição.

Segundos testemunhas, Souza havia, mais cedo, discutido com o genro, Rogério Fernandes, 25 anos. Após a briga Fernandes foi embora e , mais tarde, voltou acompanhado de Nunes. De acordo com a polícia, o colega do genro do vereador já tinha passagem pela polícia. A discussão foi retomada e, irritado, Souza sacou um revólver e atirou contra os dois amigos.

A discussão teria sido motivada por problemas pessoais. No depoimento consta que a filha do vereador, casada com Rogério, deu à luz um filho nesta terça e, por isso, ele foi à casa do sogro para dar a notícia. Os dois estavam brigados há meses.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;