Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Semasa autua responsável por supressão de 34 árvores

Crime ambiental foi na segunda-feira e o flagrante foi possível a partir de denúncias


Da Redação

21/12/2019 | 07:00


A equipe de fiscalização ambiental do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) autuou o proprietário de terreno na Vila Assunção pelo corte irregular de 34 árvores. O crime ambiental ocorreu na segunda-feira e o flagrante foi possível a partir de denúncias da população.

De acordo com a legislação municipal 9.789/2015, qualquer corte de indivíduos arbóreos em propriedades particulares exige autorização prévia emitida pela autarquia. A medida está associada à apresentação de documentos, licenciamento com análise técnica e compensação ambiental pela supressão das árvores.

O responsável pelo imóvel não possuía nenhum destes documentos e recebeu multa no valor de 10,2 mil FMPs (Fatores Monetários Padrão) – equivalentes a R$ 41.088,66, sendo 300 FMPs por árvore.

Além da multa, o proprietário deverá assinar termo de compromisso ambiental que levará em conta a quantidade de árvores cortadas, espécies suprimidas e diâmetro dos troncos. A partir da celebração do documento, deverá ser realizada a compensação ambiental pelo dano causado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Semasa autua responsável por supressão de 34 árvores

Crime ambiental foi na segunda-feira e o flagrante foi possível a partir de denúncias

Da Redação

21/12/2019 | 07:00


A equipe de fiscalização ambiental do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) autuou o proprietário de terreno na Vila Assunção pelo corte irregular de 34 árvores. O crime ambiental ocorreu na segunda-feira e o flagrante foi possível a partir de denúncias da população.

De acordo com a legislação municipal 9.789/2015, qualquer corte de indivíduos arbóreos em propriedades particulares exige autorização prévia emitida pela autarquia. A medida está associada à apresentação de documentos, licenciamento com análise técnica e compensação ambiental pela supressão das árvores.

O responsável pelo imóvel não possuía nenhum destes documentos e recebeu multa no valor de 10,2 mil FMPs (Fatores Monetários Padrão) – equivalentes a R$ 41.088,66, sendo 300 FMPs por árvore.

Além da multa, o proprietário deverá assinar termo de compromisso ambiental que levará em conta a quantidade de árvores cortadas, espécies suprimidas e diâmetro dos troncos. A partir da celebração do documento, deverá ser realizada a compensação ambiental pelo dano causado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;