Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 14 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Cidadania divulga calendário de pagamentos da extensão do auxílio emergencial

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


29/09/2020 | 08:19


O Ministério da Cidadania publicou Portaria com o calendário de pagamentos e saques da extensão do auxílio emergencial e o detalhamento de como eles serão feitos. A Portaria consta de edição extra do Diário Oficial da União, publicada na noite desta segunda-feira, 28.

Em nota, o Ministério da Cidadania informou que a primeira parcela residual do auxílio será paga a partir desta quarta-feira, 30. Os créditos terão início para aqueles nascidos em janeiro. Inicialmente, será feito o crédito na conta de poupança digital. Somente a partir de 30 de outubro, os nascidos em janeiro poderão fazer o saque dos recursos. O calendário segue na sequência pelo mês de nascimento do beneficiário. A parcela adicional será de R$ 300 ou R$ 600, no caso de mães monoparentais.

Os primeiros beneficiados nesta fase serão aqueles que foram contemplados com o benefício em abril e já receberam as cinco parcelas do auxílio emergencial sem descontinuidade no recebimento. Aqueles que começaram a receber em maio, junho e julho terão os valores residuais creditados em outubro, novembro e dezembro, respectivamente, após o fim do pagamento do auxílio. A extensão do auxílio será paga em até quatro parcelas, com o fim obrigatório em dezembro de 2020.

O Ministério da Cidadania lembra que os beneficiários do Programa Bolsa Família aptos a receber o auxílio emergencial começaram a receber os novos valores do benefício em 17 de setembro. São 16,3 milhões de beneficiários do Bolsa Família que receberão a extensão do auxílio. Segundo o ministério, somando-se a esses os públicos do Cadastro Único (CadÚnico) e daqueles que solicitaram o benefício a partir do aplicativo de celular (Extracad), são 43,3 milhões de brasileiros beneficiados com a parcela extra em setembro, totalizando R$ 13,3 bilhões.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cidadania divulga calendário de pagamentos da extensão do auxílio emergencial


29/09/2020 | 08:19


O Ministério da Cidadania publicou Portaria com o calendário de pagamentos e saques da extensão do auxílio emergencial e o detalhamento de como eles serão feitos. A Portaria consta de edição extra do Diário Oficial da União, publicada na noite desta segunda-feira, 28.

Em nota, o Ministério da Cidadania informou que a primeira parcela residual do auxílio será paga a partir desta quarta-feira, 30. Os créditos terão início para aqueles nascidos em janeiro. Inicialmente, será feito o crédito na conta de poupança digital. Somente a partir de 30 de outubro, os nascidos em janeiro poderão fazer o saque dos recursos. O calendário segue na sequência pelo mês de nascimento do beneficiário. A parcela adicional será de R$ 300 ou R$ 600, no caso de mães monoparentais.

Os primeiros beneficiados nesta fase serão aqueles que foram contemplados com o benefício em abril e já receberam as cinco parcelas do auxílio emergencial sem descontinuidade no recebimento. Aqueles que começaram a receber em maio, junho e julho terão os valores residuais creditados em outubro, novembro e dezembro, respectivamente, após o fim do pagamento do auxílio. A extensão do auxílio será paga em até quatro parcelas, com o fim obrigatório em dezembro de 2020.

O Ministério da Cidadania lembra que os beneficiários do Programa Bolsa Família aptos a receber o auxílio emergencial começaram a receber os novos valores do benefício em 17 de setembro. São 16,3 milhões de beneficiários do Bolsa Família que receberão a extensão do auxílio. Segundo o ministério, somando-se a esses os públicos do Cadastro Único (CadÚnico) e daqueles que solicitaram o benefício a partir do aplicativo de celular (Extracad), são 43,3 milhões de brasileiros beneficiados com a parcela extra em setembro, totalizando R$ 13,3 bilhões.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;