Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Banco do Japão injeta US$ 183,8 bi para apoiar mercado



14/03/2011 | 01:13


O Banco do Japão ampliou nesta segunda-feira, 14, a injeção recorde nos mercados financeiros para 15 trilhões de ienes (cerca de US$ 183,8 bilhões), em uma operação Intraday (compra e venda de papéis no mesmo dia) que visa acalmar os mercados, após o terremoto e tsunami que golpearam o nordeste do Japão na sexta-feira. Esta é a primeira operação Intraday desde maio, quando a crise da dívida da Grécia sacudiu os mercados financeiros. A elevação do aporte veio poucas horas depois de o país asiático anunciar que injetaria 7 trilhões de ienes, (cerca de US$ 85,5 bilhões) no mercado.

O governador do Banco do Japão, Masaaki Shirakawa, disse neste domingo que o banco central abastecerá com grande liquidez o sistema financeiro para reforçar a determinação do banco de manter os mercados estáveis após o desastre. As ações do setor automotivo japonês caíram nesta segunda-feira na Bolsa de Tóquio pouco depois da abertura do pregão, haja vista que as montadoras suspenderam a produção depois do terremoto. Às 9h40, no horário local (21h40 no horário de Brasília), as ações da Toyota, a maior montadora do japonesa, haviam caído 10,43%; as da Nissan, 10,77% e os papéis da Honda tinham despencado 7,70%. As informações são da Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Banco do Japão injeta US$ 183,8 bi para apoiar mercado


14/03/2011 | 01:13


O Banco do Japão ampliou nesta segunda-feira, 14, a injeção recorde nos mercados financeiros para 15 trilhões de ienes (cerca de US$ 183,8 bilhões), em uma operação Intraday (compra e venda de papéis no mesmo dia) que visa acalmar os mercados, após o terremoto e tsunami que golpearam o nordeste do Japão na sexta-feira. Esta é a primeira operação Intraday desde maio, quando a crise da dívida da Grécia sacudiu os mercados financeiros. A elevação do aporte veio poucas horas depois de o país asiático anunciar que injetaria 7 trilhões de ienes, (cerca de US$ 85,5 bilhões) no mercado.

O governador do Banco do Japão, Masaaki Shirakawa, disse neste domingo que o banco central abastecerá com grande liquidez o sistema financeiro para reforçar a determinação do banco de manter os mercados estáveis após o desastre. As ações do setor automotivo japonês caíram nesta segunda-feira na Bolsa de Tóquio pouco depois da abertura do pregão, haja vista que as montadoras suspenderam a produção depois do terremoto. Às 9h40, no horário local (21h40 no horário de Brasília), as ações da Toyota, a maior montadora do japonesa, haviam caído 10,43%; as da Nissan, 10,77% e os papéis da Honda tinham despencado 7,70%. As informações são da Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;