Fechar
Publicidade

Sábado, 11 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Projeto sobre animais em parques causa polêmica entre Julinho e Pery

Popular-socialista diz que apresentou texto igual ao do tucano e foi barrado


Humberto Domiciano
Do Diário do Grande ABC

14/09/2017 | 07:00


A aprovação de projeto de lei que autoriza a presença de animais domésticos nos parques de São Bernardo causou polêmica na Câmara, na sessão de ontem.

De autoria do presidente do Legislativo, o vereador Pery Cartola (PSDB), a medida, que recebeu 20 votos favoráveis, altera a lei municipal que trata sobre as áreas públicas do município e inclui os animais de estimação nesses espaços.

No entanto, o parlamentar Julinho Fuzari (PPS) afirmou que já havia apresentado proposta semelhante, em maio, cujo parecer do departamento jurídico da Casa apontou para inconstitucionalidade da matéria e devolveu o texto ao popular-socialista.

“Se houve erro dentro da Câmara, precisa ser corrigido, mas não farei nenhuma contestação porque o mais importante é que a lei seja aprovada e a população, beneficiada, isso é o mais relevante. Eu me sinto autor dessa lei também”, comentou Julinho.

Por outro lado, Pery defendeu que o projeto protocolado por ele não apresentou nenhuma incorreção. “É um tema que tenho pleno conhecimento e debati muito com os procuradores da Câmara e do município antes de apresentar a medida. Meu projeto é totalmente diferente do dele, que não fala sobre nada do que está no meu. Aquele era inconstitucional e este não é”, completou o tucano.

Comenta-se nos bastidores da Casa que o mal-estar entre ambos foi causado pelo possível tratamento diferente da procuradoria para projetos que tratavam de temas parecidos, no caso, a liberação de animais em espaços públicos.

Ícones da oposição no governo de Luiz Marinho (PT) no mandato passado, Julinho e Pery rivalizaram pela liderança do bloco contrário ao petista. Curiosamente, os dois foram eleitos em 2012 pelo mesmo partido – o PPS –, mas Pery deixou a legenda – foi ao Solidariedade e, depois, ao PSDB.

A rivalidade dos dois também ficou evidente nas urnas no pleito do ano passado. Pery foi o mais votado da cidade, com 7.540 votos. Julinho ficou na segunda colocação no geral, com 7.252 adesões. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Projeto sobre animais em parques causa polêmica entre Julinho e Pery

Popular-socialista diz que apresentou texto igual ao do tucano e foi barrado

Humberto Domiciano
Do Diário do Grande ABC

14/09/2017 | 07:00


A aprovação de projeto de lei que autoriza a presença de animais domésticos nos parques de São Bernardo causou polêmica na Câmara, na sessão de ontem.

De autoria do presidente do Legislativo, o vereador Pery Cartola (PSDB), a medida, que recebeu 20 votos favoráveis, altera a lei municipal que trata sobre as áreas públicas do município e inclui os animais de estimação nesses espaços.

No entanto, o parlamentar Julinho Fuzari (PPS) afirmou que já havia apresentado proposta semelhante, em maio, cujo parecer do departamento jurídico da Casa apontou para inconstitucionalidade da matéria e devolveu o texto ao popular-socialista.

“Se houve erro dentro da Câmara, precisa ser corrigido, mas não farei nenhuma contestação porque o mais importante é que a lei seja aprovada e a população, beneficiada, isso é o mais relevante. Eu me sinto autor dessa lei também”, comentou Julinho.

Por outro lado, Pery defendeu que o projeto protocolado por ele não apresentou nenhuma incorreção. “É um tema que tenho pleno conhecimento e debati muito com os procuradores da Câmara e do município antes de apresentar a medida. Meu projeto é totalmente diferente do dele, que não fala sobre nada do que está no meu. Aquele era inconstitucional e este não é”, completou o tucano.

Comenta-se nos bastidores da Casa que o mal-estar entre ambos foi causado pelo possível tratamento diferente da procuradoria para projetos que tratavam de temas parecidos, no caso, a liberação de animais em espaços públicos.

Ícones da oposição no governo de Luiz Marinho (PT) no mandato passado, Julinho e Pery rivalizaram pela liderança do bloco contrário ao petista. Curiosamente, os dois foram eleitos em 2012 pelo mesmo partido – o PPS –, mas Pery deixou a legenda – foi ao Solidariedade e, depois, ao PSDB.

A rivalidade dos dois também ficou evidente nas urnas no pleito do ano passado. Pery foi o mais votado da cidade, com 7.540 votos. Julinho ficou na segunda colocação no geral, com 7.252 adesões. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;