Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

FMABC aprova exigência de exame do Cremesp

Prova que testa formandos em Medicina passa a ser obrigatória


Maíra Sanches
Do Diário do Grande ABC

26/07/2012 | 07:00


A Faculdade de Medicina do ABC, localizada em Santo André, afirmou ontem que aprova e não teme a exigência do exame do Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo), anunciado anteontem como obrigatório após a conclusão do curso de Medicina. A medida é válida para escolas de todo o Estado e visa testar conhecimentos dos estudantes recém-graduados.

A vice-coordenadora do curso de Medicina vê com bons olhos a aplicação da prova e adianta que a medida já era esperada. "Vamos acatar qualquer decisão do Cremesp. Não é surpresa. Vemos como caminho natural, já que a prova era feita voluntariamente há sete anos. Será uma forma de zelar pela saúde dos pacientes", disse Deborah Krutman Zveibil.

O exame é realizado desde 2005 de forma voluntária. Segundo dados do Conselho Regional, dos 4.821 graduandos que já participaram, 2.250 não foram aprovados, o que significa 46% de reprovação. Para a vice-coordenadora, o problema está na falta de estrutura de algumas escolas de Medicina. "Vemos um enorme número de cursos novos em todo País. Nem todos dispõem de estrutura necessária para o aprendizado. Cuidar da saúde é importante. Qualquer iniciativa que vise essa melhora dos profissionais é vista como correta", define.

O curso de Medicina da FMABC conquistou nota máxima no último Enade (Exame Nacional de Avaliação de Estudantes) do governo federal, além de aprovação superior a 90% dos formandos. Por ano, 110 novos alunos ingressam no curso.

CONDIÇÕES

O exame, que é anual, é elaborado pelo Cremesp e começará a ser aplicado de forma obrigatória este ano. A data marcada é 11 de novembro. Ao contrário do exame da Ordem dos Advogados do Brasil, a obtenção do registro profissional não está condicionada ao resultado ou aprovação, mas sim à participação do recém-formado no exame. O mau desempenho ou eventual reprovação não serão impeditivos para o registro no Cremesp.

Serão dispensados do exame os médicos que já possuem inscrição em outros conselhos regionais. Já os egressos de universidades de outros estados poderão pedir registro no conselho paulista, mas após inscrição deverão ser submetidos à prova.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;