Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 22 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Zona desmilitarizada que separa duas Coréias é reaberta


Da AFP

18/09/2002 | 08:42


A zona desmilitarizada que separa as duas Coréias há cinco décadas foi aberta esta quarta-feira numa cerimônia simbólica que marcou o início das obras destinadas a restabelecer as vias de comunicação ferroviária e por estrada entre os dois países.

Soldados abriram o grande portão de metal de cerca de três metros de altura, com arame farpado no topo, que separava os dois países, sob o olhar de políticos sul-coreanos.

Fogos de artifício explodiram quando uma jovem sul-coreana vestida de branco simbolizando o Norte surgiu no portão segurando uma rosa vermelha de mão dada com um jovem, representando o Sul, vestido de preto, que também trazia uma flor.

Enquanto a cerimônia era realizada na zona desmilitarizada, vários norte-coreanos comemoravam no resto país a aproximação com a Coréia do Sul, segundo imagens transmitidas pela televisão sul-coreana MBC.

Segundo a televisão MBC, também houve cerimônias na Coréia do Norte para a reinauguração das ferrovias e rodovias que ligam ambos países, interditadas há cinqüenta anos.

Na Costa Leste, o primeiro-ministro norte-coreano, Hong Song-Nam, presidiu uma cerimônia para cerca de 3 mil pessoas, segundo a agência Yonhap.

A zona desmilitarizada, de 4 km de largura por 250 de comprimento, divide em a península coreana desde o fim da guerra da Coréia em 1953.

Em uma mensagem ao líder norte-coreano, Kim Jong Il, e ao presidente sul-coreano, Kim Dae Jung, o presidente russo, Vladimir Putin, declarou que este projeto fortalecerá a paz e a segurança na Coréia e na região do Pacífico asiático.

"A Rússia está muito satisfeita com este passo significativo e simbólico que é a reconstrução dos vitais elos terrestres entre as duas Coréias", disse Putin.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;