Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 30 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Devolução de carros é discutida na Câmara de São Bernardo

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Humberto Domiciano
Do Diário do Grande ABC

24/10/2017 | 07:00


A possível devolução de carros oficiais segue em debate na Câmara de São Bernardo. Após o vereador Pastor Zezinho Soares (PSDB) ter um assessor flagrado fazendo compras com o veículo de seu gabinete e posteriormente devolver o carro, a pressão para que outros parlamentares façam o mesmo cresceu.

No entanto, a entrega dos automóveis ainda encontra certa resistência entre os demais vereadores no Legislativo. Para alguns parlamentares, o controle sobre a utilização dos veículos é satisfatória e que possíveis abusos poderiam ser punidos pela mesa diretora.

Por outro lado, o presidente da Câmara, o vereador Pery Cartola (PSDB), acredita que a devolução deve ser facultativa. “Não vou impor nada a ninguém. Mas temos feito um esforço para cortar gastos”, destacou o parlamentar, que entregou o carro oficial em janeiro.

Desde o começo do ano, a presidência do Legislativo tem tentado reduzir o valor dos contratos. O valor mensal pago pelo aluguel dos veículos caiu de R$ 3.200 para R$ 1.700. Além disso, os parlamentares realizaram algumas reuniões para definir a devolução coletiva, o que acabou não obtendo consenso.

Recentemente, o Diário mostrou que Adenilson de Oliveira Costa, assessor de relações parlamentares e políticas públicas no gabinete do vereador Pastor Zezinho, foi fotografado fazendo compras com carro oficial da Câmara. A denúncia foi feita por Roberto Batista da Costa, o Beto da Seringueira (sem partido).

Um pedido de investigação contra o vereador foi registrado no Ministério Público pelo candidato a vereador pelo PMDB em 2016. Na ocasião ele obteve 504 votos e não foi eleito.

O parlamentar Ary de Oliveira (PSDB) anunciou a devolução do veículo usado pelo gabinete, poucos dias depois da polêmica.

Em maio, os vereadores aprovaram projeto de resolução que regulamenta a utilização dos carros pelos assessores. De acordo com a norma, os 28 gabinetes são obrigados a fornecer relatórios sobre o uso dos automóveis, que devem conter o destino e os serviços prestados em cada viagem realizada. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;