Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 19 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Gabrielli nega problemas de caixa na Petrobrás



02/12/2008 | 07:00


O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, negou que a empresa esteja com problemas de caixa. Em entrevista coletiva ele disse que o empréstimo tomado pela Petrobras junto à Caixa Econômica Federal - e denunciado pelo senador Tasso Jereissati (PSDB) em plenário - foi trivial e corriqueiro.

"Não há porque esconder ou criar situação excepcional em cima deste fato. Se fosse verdade (que a Petrobras está com dificuldade de caixa), aí sim é que não se deveria fazer este escândalo. Se estivéssemos em situação dramática, nós quebraríamos e a irresponsabilidade seria ainda maior", afirmou em tom exaltado.

Ao lado do senador Aloizio Mercadante (PT), Gabrielli reiterou que deve ir ao Senado amanhã explicar o evento ocorrido. "É preciso perceber que qualquer empresa, e particularmente uma empresa do tamanho da Petrobras, funciona com fluxo de caixa que vem das suas atividades operacionais, e com os fluxos que ela obtém de atividades de empréstimos", disse, lembrando que a companhia combina a geração própria com empréstimos para cobrir as suas despesas operacionais, as amortizações das dívidas passadas, pagamento de dividendos e investimentos novos.

Além disso, Gabrielli lembrou que no mês de outubro houve a ocorrências de alguns fenômenos de ordem financeira que exigiram o empréstimo. Um destes fatores foi o de que a companhia teve que pagar royalties de petróleo referentes aos três meses anteriores, quando o barril ainda estava cotado a US$ 150.

Outro ponto citado por Gabrielli foi a valorização dos ativos da companhia no mercado internacional que, apesar de não gerarem caixa, exigem um pagamento de tributos sobre o valor adicionado.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;