Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 18 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Corinthians volta a jogar mal, é pressionado, mas derrota o Guarani por 1 a 0



11/04/2021 | 22:14


As defesas do goleiro Cássio e a estrela do garoto Cauê deram ao Corinthians a vitória sobre o Guarani, por 1 a 0, neste domingo à noite, no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas. O time não jogou bem mais uma vez, mas de novo conseguiu um resultado positivo, que é o que parece interessar neste momento. Até porque o time alvinegro chegou a 14 pontos no Campeonato Paulista, em seis jogos, e lidera tranquilamente o Grupo A. O Guarani é o terceiro do D, com 5 pontos.

O técnico Vagner Mancini havia dito que, depois de 16 dias apenas de treinamento, o torcedor iria ver um Corinthians diferente. Não viu. O time voltou a apresentar um futebol pobre, confuso, sem criatividade. E ainda deu alguns espaços para o Guarani, que, fosse melhor time, poderia ter tido melhor sorte na primeira etapa.

Como tem acontecido quase sempre que o Corinthians está em campo, o jogo foi de baixíssimo nível técnico. Trucado, com muitos erros de passe, faltas desnecessárias.

Mancini continua em busca de um time pelo menos mais consistente e competitivo, e neste domingo apostou desde o início nos garotos Vitinho e Cauê, que se juntaram no setor ofensivo a Gustavo Mosquito e a Rodrigo Varanda. Mas a garotada não teve muito sucesso na etapa inicial. Até porque, o Corinthians levou 39 minutos para construir uma boa jogada. Vitinho trocou passe com Varanda, Gabriel fez o pivô e Ramiro teve espaço para chutar. Mas errou o alvo.

O segundo tempo começou pior ainda para o Corinthians. O Guarani foi à frente e aos 2 minutos só não marcou porque Cássio fez grande defesa em cabeçada de Índio. Foi a segunda conclusão do time de Campinas na etapa.

A pressão bugrina se manteve, e, aos 10 minutos, Cássio teve de intervir de novo e foi ajudado também pelo fato de dois jogadores do Guarani terem se enrolado na conclusão para não tomar o gol. O sufoco continuou. Aos 12, Régis acertou a trave.

Então, Mancini resolveu mexer. Tirou Mosquito e Varanda, que jogavam mal, e colocou Léo Natel e Otero em campo. O crescimento do Guarani e a tentativa de reagir do Corinthians ao menos deixaram a partida mais movimentada. Mas ainda sofrível tecnicamente.

Cássio continuou tendo trabalho mas, em uma rara escapada, foi o Corinthians quem abriu o placar, com grande colaboração do goleiro do Guarani, Gabriel. Em cruzamento fechado de Léo Natel da direita, ele se atrapalhou todo ao tentar colocar para escanteio, a bola bateu na trave e sobrou para Cauê, titular pela primeira vez do time, marcar.

O gol saiu aos 27 minutos, e depois disso o Guarani lançou-se em desespero, mas sem assustar muito mais, com exceção de um chute de Bruno Sávio já nos acréscimos. Cassio defendeu. O Corinthians se postou e controlou o jogo para segurar a vitória.

FICHA TÉCNICA

GUARANI 0 X 1 CORINTHIANS

GUARANI - Gabriel; Eder Sciola, Romércio, Airton e Bidu; Rodrigo Andrade, Índio (Tony), Régis (Renanzinho) e Andrigo (Rafael Costa); Bruno Sávio e Julio César (Matheus Souza). Técnico: Allan Aal.

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Bruno Méndez, Gil e Fábio Santos; Gabriel, Ramiro (Cantillo) e Vitinho (Camacho); Mosquito (Léo Natel), Rodrigo Varanda (Otero) e Cauê (Jô). Técnico: Vagner Mancini.

GOL - Cauê, aos 27 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO -Luiz Flávio de Oliveira.

CARTÕES AMARELOS - Otero, Índio, Rodrigo Andrade, Bruno Sávio.

LOCAL - Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Corinthians volta a jogar mal, é pressionado, mas derrota o Guarani por 1 a 0


11/04/2021 | 22:14


As defesas do goleiro Cássio e a estrela do garoto Cauê deram ao Corinthians a vitória sobre o Guarani, por 1 a 0, neste domingo à noite, no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas. O time não jogou bem mais uma vez, mas de novo conseguiu um resultado positivo, que é o que parece interessar neste momento. Até porque o time alvinegro chegou a 14 pontos no Campeonato Paulista, em seis jogos, e lidera tranquilamente o Grupo A. O Guarani é o terceiro do D, com 5 pontos.

O técnico Vagner Mancini havia dito que, depois de 16 dias apenas de treinamento, o torcedor iria ver um Corinthians diferente. Não viu. O time voltou a apresentar um futebol pobre, confuso, sem criatividade. E ainda deu alguns espaços para o Guarani, que, fosse melhor time, poderia ter tido melhor sorte na primeira etapa.

Como tem acontecido quase sempre que o Corinthians está em campo, o jogo foi de baixíssimo nível técnico. Trucado, com muitos erros de passe, faltas desnecessárias.

Mancini continua em busca de um time pelo menos mais consistente e competitivo, e neste domingo apostou desde o início nos garotos Vitinho e Cauê, que se juntaram no setor ofensivo a Gustavo Mosquito e a Rodrigo Varanda. Mas a garotada não teve muito sucesso na etapa inicial. Até porque, o Corinthians levou 39 minutos para construir uma boa jogada. Vitinho trocou passe com Varanda, Gabriel fez o pivô e Ramiro teve espaço para chutar. Mas errou o alvo.

O segundo tempo começou pior ainda para o Corinthians. O Guarani foi à frente e aos 2 minutos só não marcou porque Cássio fez grande defesa em cabeçada de Índio. Foi a segunda conclusão do time de Campinas na etapa.

A pressão bugrina se manteve, e, aos 10 minutos, Cássio teve de intervir de novo e foi ajudado também pelo fato de dois jogadores do Guarani terem se enrolado na conclusão para não tomar o gol. O sufoco continuou. Aos 12, Régis acertou a trave.

Então, Mancini resolveu mexer. Tirou Mosquito e Varanda, que jogavam mal, e colocou Léo Natel e Otero em campo. O crescimento do Guarani e a tentativa de reagir do Corinthians ao menos deixaram a partida mais movimentada. Mas ainda sofrível tecnicamente.

Cássio continuou tendo trabalho mas, em uma rara escapada, foi o Corinthians quem abriu o placar, com grande colaboração do goleiro do Guarani, Gabriel. Em cruzamento fechado de Léo Natel da direita, ele se atrapalhou todo ao tentar colocar para escanteio, a bola bateu na trave e sobrou para Cauê, titular pela primeira vez do time, marcar.

O gol saiu aos 27 minutos, e depois disso o Guarani lançou-se em desespero, mas sem assustar muito mais, com exceção de um chute de Bruno Sávio já nos acréscimos. Cassio defendeu. O Corinthians se postou e controlou o jogo para segurar a vitória.

FICHA TÉCNICA

GUARANI 0 X 1 CORINTHIANS

GUARANI - Gabriel; Eder Sciola, Romércio, Airton e Bidu; Rodrigo Andrade, Índio (Tony), Régis (Renanzinho) e Andrigo (Rafael Costa); Bruno Sávio e Julio César (Matheus Souza). Técnico: Allan Aal.

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Bruno Méndez, Gil e Fábio Santos; Gabriel, Ramiro (Cantillo) e Vitinho (Camacho); Mosquito (Léo Natel), Rodrigo Varanda (Otero) e Cauê (Jô). Técnico: Vagner Mancini.

GOL - Cauê, aos 27 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO -Luiz Flávio de Oliveira.

CARTÕES AMARELOS - Otero, Índio, Rodrigo Andrade, Bruno Sávio.

LOCAL - Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;