Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Azulão investe na nova geração de torcedores


Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC

16/04/2004 | 00:02


Reza a lenda que o indivíduo (em condições normais) troca de partido político, de religião, até mesmo de casamento, mas jamais muda de time de futebol. Se isso é verdade, a única solução para um clube jovem, como o São Caetano, que tem apenas 14 anos de história e passou a figurar na elite nacional desde 2000, é investir no torcedor do futuro. E é essa a principal função das escolinhas do Azulão, que já se espalham por toda a grande São Paulo, atingiram o interior e outros cinco estados (Rio de Janeiro, Paraná, Sergipe, Paraíba e Pará).

"Esta garotada que hoje freqüenta as nossas escolinhas será o nosso torcedor de amanhã. Não adianta pedir para os adultos mudarem de time. Temos é de apostar no futuro", afirma o presidente do São Caetano, Nairo Ferreira de Souza.

No jogo contra o Paulista neste domingo – segunda partida da decisão estadual – esta torcida do futuro deverá estar presente. Segundo o supervisor administrativo da AD São Caetano, Sócrates Corrêa, a maioria das 55 franquias que compõem a rede de escolinhas do Azulão já comprou ingressos para o jogo e trará seus alunos para o Pacaembu. "Cada uma delas organiza a sua caravana, fretaram os ônibus e levarão os alunos uniformizados para o estádio. A nossa exigência é que para cada dez garotos exista um professor responsável", afirmou o supervisor, destacando a segurança da garotada.

Além dos garotos, que ficarão na arquibancada, um outro grupo participará ainda mais ativamente da decisão. São os mascotes, que irão entrar em campo com os jogadores antes do início da partida. De acordo com Corrêa, serão 250 garotos das escolinhas de Curitiba (PR), Cofap (Mauá), da AD São Caetano, Amigos (bairro Santa Maria, São Caetano), Arena (Diadema) e Garotos do Futuro, de Jacareí, no Vale do Paraíba.

Crescimento – O projeto das escolinha do Azulão existe há quatro anos e seu crescimento é semelhante ao apresentado pelo clube de futebol. Nas 55 franquias espalhadas pelo país, treinam aproximadamente 8,5 mil garotos, e outros 15 pedidos de franqueamento estão sendo analisados pela administração. "Nós não cobramos nada pela franquia. Temos apenas algumas normas que precisam ser seguidas. A principal delas é que se tiver algum garoto acima da média, ele deverá vir treinar no clube para ser avaliado", conta Corrêa.

Hoje, o Azulão já conta com escolinhas em várias partes do Estado, como Ribeirão Preto e Jacareí, duas no Rio de Janeiro (Quissamã e Jacarepaguá) e também em Palmas (TO), Santarém (PA), João Pessoa (PB) e Curitiba (PR).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Azulão investe na nova geração de torcedores

Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC

16/04/2004 | 00:02


Reza a lenda que o indivíduo (em condições normais) troca de partido político, de religião, até mesmo de casamento, mas jamais muda de time de futebol. Se isso é verdade, a única solução para um clube jovem, como o São Caetano, que tem apenas 14 anos de história e passou a figurar na elite nacional desde 2000, é investir no torcedor do futuro. E é essa a principal função das escolinhas do Azulão, que já se espalham por toda a grande São Paulo, atingiram o interior e outros cinco estados (Rio de Janeiro, Paraná, Sergipe, Paraíba e Pará).

"Esta garotada que hoje freqüenta as nossas escolinhas será o nosso torcedor de amanhã. Não adianta pedir para os adultos mudarem de time. Temos é de apostar no futuro", afirma o presidente do São Caetano, Nairo Ferreira de Souza.

No jogo contra o Paulista neste domingo – segunda partida da decisão estadual – esta torcida do futuro deverá estar presente. Segundo o supervisor administrativo da AD São Caetano, Sócrates Corrêa, a maioria das 55 franquias que compõem a rede de escolinhas do Azulão já comprou ingressos para o jogo e trará seus alunos para o Pacaembu. "Cada uma delas organiza a sua caravana, fretaram os ônibus e levarão os alunos uniformizados para o estádio. A nossa exigência é que para cada dez garotos exista um professor responsável", afirmou o supervisor, destacando a segurança da garotada.

Além dos garotos, que ficarão na arquibancada, um outro grupo participará ainda mais ativamente da decisão. São os mascotes, que irão entrar em campo com os jogadores antes do início da partida. De acordo com Corrêa, serão 250 garotos das escolinhas de Curitiba (PR), Cofap (Mauá), da AD São Caetano, Amigos (bairro Santa Maria, São Caetano), Arena (Diadema) e Garotos do Futuro, de Jacareí, no Vale do Paraíba.

Crescimento – O projeto das escolinha do Azulão existe há quatro anos e seu crescimento é semelhante ao apresentado pelo clube de futebol. Nas 55 franquias espalhadas pelo país, treinam aproximadamente 8,5 mil garotos, e outros 15 pedidos de franqueamento estão sendo analisados pela administração. "Nós não cobramos nada pela franquia. Temos apenas algumas normas que precisam ser seguidas. A principal delas é que se tiver algum garoto acima da média, ele deverá vir treinar no clube para ser avaliado", conta Corrêa.

Hoje, o Azulão já conta com escolinhas em várias partes do Estado, como Ribeirão Preto e Jacareí, duas no Rio de Janeiro (Quissamã e Jacarepaguá) e também em Palmas (TO), Santarém (PA), João Pessoa (PB) e Curitiba (PR).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;