Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 16 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Campeão mundial de xadrez é detido em Tóquio


Da AFP

16/07/2004 | 15:50


O campeão do mundial de xadrez, o americano Bobby Fischer, acusado pela justiça de seu país de transação comercial ilegal há mais de dez anos, foi detido nesta semana no aeroporto internacional de Tóquio.

Fischer, de 61 anos, foi interrogado na última terça-feira pelos serviços de imigração quando se preparava para sair de Tóquio com destino a Manila.

Segundo a Federação Japonesa de Xadrez, seu passaporte não era válido, pois tinha sido revogado em dezembro do ano passado pelas autoridades americanas.

"Quando tentou ir embora, dissemos a ele que seu passaporte não era válido. Faltavam três anos (no documento)", disse a presidente da Federação Japonesa de Xadrez, Miyoko Watai.

"Ele me disse que seu passaporte havia sido destruído", acrescentou Watai.

A embaixada dos Estados Unidos em Tóquio confirmou a prisão de Fischer e informou que se ocupava dele como de qualquer outro cidadão americano.

Fischer foi indiciado nos Estados Unidos depois de ter disputado uma partida na antiga Iugoslávia em 1992, quando estava em vigor um embargo econômico da ONU. Na ocasião, cobrou US$3,35 milhões por uma partida de revanche contra Boris Spassky.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Campeão mundial de xadrez é detido em Tóquio

Da AFP

16/07/2004 | 15:50


O campeão do mundial de xadrez, o americano Bobby Fischer, acusado pela justiça de seu país de transação comercial ilegal há mais de dez anos, foi detido nesta semana no aeroporto internacional de Tóquio.

Fischer, de 61 anos, foi interrogado na última terça-feira pelos serviços de imigração quando se preparava para sair de Tóquio com destino a Manila.

Segundo a Federação Japonesa de Xadrez, seu passaporte não era válido, pois tinha sido revogado em dezembro do ano passado pelas autoridades americanas.

"Quando tentou ir embora, dissemos a ele que seu passaporte não era válido. Faltavam três anos (no documento)", disse a presidente da Federação Japonesa de Xadrez, Miyoko Watai.

"Ele me disse que seu passaporte havia sido destruído", acrescentou Watai.

A embaixada dos Estados Unidos em Tóquio confirmou a prisão de Fischer e informou que se ocupava dele como de qualquer outro cidadão americano.

Fischer foi indiciado nos Estados Unidos depois de ter disputado uma partida na antiga Iugoslávia em 1992, quando estava em vigor um embargo econômico da ONU. Na ocasião, cobrou US$3,35 milhões por uma partida de revanche contra Boris Spassky.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;