Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Americano deixa o país após pagar multa de R$ 50 mil


Do Diário OnLine

08/02/2004 | 13:28


O turista norte-americano Douglas Allan Skolnick, 55 anos, embarcou com destino aos Estados Unidos na manhã deste domingo após pagar uma multa de R$ 50 mil. Ele havia sido preso na sexta-feira, no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu (PR), por fazer um gesto obsceno enquanto era submetido aos procedimentos de identificação.

Segundo a Agência Brasil, o americano partiu em um vôo com outros 90 turistas. O dinheiro da multa será doado a duas entidades assistenciais de Foz do Iguaçu.

Depois de ser ouvido pela Justiça durante a madrugada, o turista foi levado a um hotel na região do Parque Nacional do Iguaçu, onde ficou em regime de prisão domiciliar. Ao ser detido, ele disse que era um cidadão americano, "e não um macaco", para ser 'fichado'.

Esta é a segunda vez em menos de um mês que um americano é preso pelo mesmo motivo. No dia 14 de janeiro, o piloto Dale Robbin Hersh, da companhia aérea American Airlines, também foi fotografado com o dedo médio em riste à frente do papel que segurava com o seu número de identificação. Ele foi liberado depois de pagar multa no valor de R$ 36 mil.

O 'fichamento' dos cidadãos norte-americanos que desembarcam no Brasil tornou-se obrigatório no dia 1° de janeiro, por determinação do juiz federal Julier Sebastião Silva, de Mato Grosso. Ele baseou sua decisão no princípio internacional da reciprocidade, já que nos Estados Unidos todos os viajantes da América Latina (incluindo os brasileiros), da Ásia, do Oriente Médio e da África são submetidos aos mesmos procedimentos: os passageiros são fotografados e têm a impressão digital dos polegares retirada.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Americano deixa o país após pagar multa de R$ 50 mil

Do Diário OnLine

08/02/2004 | 13:28


O turista norte-americano Douglas Allan Skolnick, 55 anos, embarcou com destino aos Estados Unidos na manhã deste domingo após pagar uma multa de R$ 50 mil. Ele havia sido preso na sexta-feira, no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu (PR), por fazer um gesto obsceno enquanto era submetido aos procedimentos de identificação.

Segundo a Agência Brasil, o americano partiu em um vôo com outros 90 turistas. O dinheiro da multa será doado a duas entidades assistenciais de Foz do Iguaçu.

Depois de ser ouvido pela Justiça durante a madrugada, o turista foi levado a um hotel na região do Parque Nacional do Iguaçu, onde ficou em regime de prisão domiciliar. Ao ser detido, ele disse que era um cidadão americano, "e não um macaco", para ser 'fichado'.

Esta é a segunda vez em menos de um mês que um americano é preso pelo mesmo motivo. No dia 14 de janeiro, o piloto Dale Robbin Hersh, da companhia aérea American Airlines, também foi fotografado com o dedo médio em riste à frente do papel que segurava com o seu número de identificação. Ele foi liberado depois de pagar multa no valor de R$ 36 mil.

O 'fichamento' dos cidadãos norte-americanos que desembarcam no Brasil tornou-se obrigatório no dia 1° de janeiro, por determinação do juiz federal Julier Sebastião Silva, de Mato Grosso. Ele baseou sua decisão no princípio internacional da reciprocidade, já que nos Estados Unidos todos os viajantes da América Latina (incluindo os brasileiros), da Ásia, do Oriente Médio e da África são submetidos aos mesmos procedimentos: os passageiros são fotografados e têm a impressão digital dos polegares retirada.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;