Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Amigos tramam morte de travesti ém Mauá


Luciano Cavenagui
Do Diário do Grande ABC

31/05/2007 | 07:06


Por causa de uma Zafira avaliada em R$ 34 mil, três amigos acabaram participando do assassinato do travesti e também amigo José Iranildo Araújo, 36 anos, mais conhecido como Jéssica. O travesti foi encontrado parcialmente queimado e com sinais de tortura no último domingo no bairro Capburgo, em Mauá.

Ulisses Alves dos Santos, 27 anos, e Leonardo Gimenez, 20, foram presos terça-feira por investigadores do 3º DP de Mauá. Está foragido David Alves de França, 22, autor do tiro que atingiu a cabeça da vítima.

No último sábado, o travesti foi convidado para ir à casa de Santos e Gimenez, no Jardim Nova York, zona Leste da Capital. Jéssica levava consigo seu companheiro, um rapaz de 18 anos.

Quando o casal chegou, os três amigos cercaram o carro. França tinha uma arma na mão. Jéssica tentou fugir e deu ré no carro. França atirou e acertou a cabeça do travesti, que morreu na hora. Os três amigos entraram na Zafira.

Antes de desovar o corpo do travesti, o trio parou o carro perto de um matagal, na zona Leste, e mandou o rapaz descer. Ele ficou sendo vigiado por Santos, enquanto seus comparsas se dirigiam a Mauá. A dupla tentou queimar todo o corpo da vítima com gasolina, mas só conseguiu atear fogo na barriga.

O companheiro de Jéssica aproveitou uma distração de Santos e fugiu do matagal. Na segunda-feira, contou toda a história à polícia. Santos e Gimenez foram presos na porta de casa. A Zafira foi apreendida em blitz na Capital, com França ao volante, antes de a polícia saber toda a trama. O veículo tinha irregularidades na documentação.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Amigos tramam morte de travesti ém Mauá

Luciano Cavenagui
Do Diário do Grande ABC

31/05/2007 | 07:06


Por causa de uma Zafira avaliada em R$ 34 mil, três amigos acabaram participando do assassinato do travesti e também amigo José Iranildo Araújo, 36 anos, mais conhecido como Jéssica. O travesti foi encontrado parcialmente queimado e com sinais de tortura no último domingo no bairro Capburgo, em Mauá.

Ulisses Alves dos Santos, 27 anos, e Leonardo Gimenez, 20, foram presos terça-feira por investigadores do 3º DP de Mauá. Está foragido David Alves de França, 22, autor do tiro que atingiu a cabeça da vítima.

No último sábado, o travesti foi convidado para ir à casa de Santos e Gimenez, no Jardim Nova York, zona Leste da Capital. Jéssica levava consigo seu companheiro, um rapaz de 18 anos.

Quando o casal chegou, os três amigos cercaram o carro. França tinha uma arma na mão. Jéssica tentou fugir e deu ré no carro. França atirou e acertou a cabeça do travesti, que morreu na hora. Os três amigos entraram na Zafira.

Antes de desovar o corpo do travesti, o trio parou o carro perto de um matagal, na zona Leste, e mandou o rapaz descer. Ele ficou sendo vigiado por Santos, enquanto seus comparsas se dirigiam a Mauá. A dupla tentou queimar todo o corpo da vítima com gasolina, mas só conseguiu atear fogo na barriga.

O companheiro de Jéssica aproveitou uma distração de Santos e fugiu do matagal. Na segunda-feira, contou toda a história à polícia. Santos e Gimenez foram presos na porta de casa. A Zafira foi apreendida em blitz na Capital, com França ao volante, antes de a polícia saber toda a trama. O veículo tinha irregularidades na documentação.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;