Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Comerciantes de São Caetano sofrem arrastão


Gabriel Batista
Do Diário do Grande ABC

24/03/2005 | 13:24


São Caetano passou por um arrastão de furtos com arrombamento na madrugada de quarta-feira. Três lojas no Centro e a instituição municipal Caism (Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher), no bairro Fundação, foram invadidos num período de pouco mais de cinco horas, das 2h30 às 8h. Os estabelecimentos violados são uma perfumaria e uma loja de móveis e eletroeletrônicos na altura do número 600 da rua Manoel Coelho. A outra loja é uma revistaria da rua Carlos de Campos, também na região central.

Os criminosos levaram 600 frascos de perfume, 40 cartões telefônicos, R$ 180 e aparelhos de televisão e CD. A polícia suspeita que a mesma quadrilha tenha cometido os quatro furtos, já que atuaram da mesma forma em todos os casos. Os ladrões arrombaram portas ou janelas, cortaram cabos de alarme e ficaram pouco tempo dentro dos estabelecimentos.

Mas os autores deixaram evidências. Na perfumaria, foram filmados pelo sistema de monitoramento. "Ficaram menos de 25 segundos lá dentro, agora trabalhamos em cima das imagens", disse o delegado titular de São Caetano, Adilson Aquino.

No Caism, o alarme disparou enquanto cortavam os cabos. Fugiram pelos fundos sem levar nada e abandonaram um Corsa Wind em frente ao prédio.

No carro, a polícia encontrou documentos pessoais de Fran Biase de Araújo, que tem antecedentes criminais por furto e já foi preso em São Caetano. No Corsa também havia um alvará de soltura – comprovante judicial para libertação de presos – em nome de Araújo.

O veículo está registrado em nome de uma mulher, que também era procurada pelos investigadores na quarta-feira no fim da tarde. A polícia quer saber se a dona do Corsa tem envolvimento com os ladrões. O carro possui um pequeno amassado no paralamas dianteiro.

A fita com gravações do furto na perfumaria foi enviada para o IC (Instituto de Criminalística), que tentará melhorar a qualidade das imagens. Ninguém havia sido preso até o começo da noite de quarta-feira.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Comerciantes de São Caetano sofrem arrastão

Gabriel Batista
Do Diário do Grande ABC

24/03/2005 | 13:24


São Caetano passou por um arrastão de furtos com arrombamento na madrugada de quarta-feira. Três lojas no Centro e a instituição municipal Caism (Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher), no bairro Fundação, foram invadidos num período de pouco mais de cinco horas, das 2h30 às 8h. Os estabelecimentos violados são uma perfumaria e uma loja de móveis e eletroeletrônicos na altura do número 600 da rua Manoel Coelho. A outra loja é uma revistaria da rua Carlos de Campos, também na região central.

Os criminosos levaram 600 frascos de perfume, 40 cartões telefônicos, R$ 180 e aparelhos de televisão e CD. A polícia suspeita que a mesma quadrilha tenha cometido os quatro furtos, já que atuaram da mesma forma em todos os casos. Os ladrões arrombaram portas ou janelas, cortaram cabos de alarme e ficaram pouco tempo dentro dos estabelecimentos.

Mas os autores deixaram evidências. Na perfumaria, foram filmados pelo sistema de monitoramento. "Ficaram menos de 25 segundos lá dentro, agora trabalhamos em cima das imagens", disse o delegado titular de São Caetano, Adilson Aquino.

No Caism, o alarme disparou enquanto cortavam os cabos. Fugiram pelos fundos sem levar nada e abandonaram um Corsa Wind em frente ao prédio.

No carro, a polícia encontrou documentos pessoais de Fran Biase de Araújo, que tem antecedentes criminais por furto e já foi preso em São Caetano. No Corsa também havia um alvará de soltura – comprovante judicial para libertação de presos – em nome de Araújo.

O veículo está registrado em nome de uma mulher, que também era procurada pelos investigadores na quarta-feira no fim da tarde. A polícia quer saber se a dona do Corsa tem envolvimento com os ladrões. O carro possui um pequeno amassado no paralamas dianteiro.

A fita com gravações do furto na perfumaria foi enviada para o IC (Instituto de Criminalística), que tentará melhorar a qualidade das imagens. Ninguém havia sido preso até o começo da noite de quarta-feira.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;