Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Caminhoneiros fazem FHC convocar reuniao de emergência


Do Diário do Grande ABC

29/07/1999 | 11:25


A greve dos caminhoneiros deve acabar nesta quinta por causa dos prejuízos que está causando à populaçao. Esta é a avaliaçao do governo e a tônica da reuniao que foi iniciada por volta das 10 horas, no Palácio da Alvorada, entre o presidente Fernando Henrique Cardoso e os ministros da Casa Militar, general Alberto Cardoso, da Justiça, José Carlos Dias, da Casa Civil, Pedro Parente e dos Transportes, Eliseu Padilha.

O presidente, segundo assessores diretos, nao afasta a possibilidade de acionar as Forças Armadas para garantir o abastecimento de alimentos e combustíveis, que está prejudicado em vários pontos do País. As Polícias Militar e Rodoviária Federal vem sendo acionadas, mas enfrentam dificuldades para atender a todos os pontos onde está havendo a paralisaçao e o bloqueio de rodovias.

O presidente, segundo as mesmas fontes, está acompanhando a greve com preocupaçao, principalmente com a situaçao em Sao Paulo, nos Estados do Sul e no Rio, onde o escoamento do combustível está sendo comprometido com o bloqueio das estradas próximas às refinarias.

O ministro Eliseu Padilha disse, antes de entrar na reuniao, que o governo está disposto a dialoguar com a classe e reabrir as negociaçoes, desde que os caminhoneiros suspendam o bloqueio. Ele voltou a afirmar que o governo nao tem condiçoes de atender três das principais reivindicaçoes da classe: a unificaçao dos pedágios, revogaçao das multas e garantia de um preço mínimo para frete. O ministro reafirmou a possibilidade de acionar as Forças Armadas se a manifestaçao continuar a prejudicar o país.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;