Fechar
Publicidade

Sábado, 30 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Presidente da Bolsa de Tóquio pede demissão após grave erro


Da AFP

20/12/2005 | 10:08


O presidente da Bolsa de Tóquio, Takuo Tsurushima, pediu demissão nesta terça-feira depois do escândalo pelo incrível erro de informática que provocou um caos monumental e perdas de 280 milhões de euros no mercado no começo do mês.

A saída de Tsurushima já era esperada.

No dia 8 de dezembro, os computadores da Bolsa de Tóquio não detectaram nem bloquearam uma transação errada de um operador da empresa Mizuho Securities.

Este operador se equivocou em uma operação vinculada à entrada na Bolsa de uma pequena empresa, J-Com.

Ao invés de vender uma ação da J-Com por 610.000 ienes, ele colocou 610.000 ações da J-Com a um iene a unidade.

Este erro provocou o caos no mercado de Tóquio e a Mizuho Securities calculou que o engano custaria à empresa quase 40 bilhões de ienes (280 milhões de euros).


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Presidente da Bolsa de Tóquio pede demissão após grave erro

Da AFP

20/12/2005 | 10:08


O presidente da Bolsa de Tóquio, Takuo Tsurushima, pediu demissão nesta terça-feira depois do escândalo pelo incrível erro de informática que provocou um caos monumental e perdas de 280 milhões de euros no mercado no começo do mês.

A saída de Tsurushima já era esperada.

No dia 8 de dezembro, os computadores da Bolsa de Tóquio não detectaram nem bloquearam uma transação errada de um operador da empresa Mizuho Securities.

Este operador se equivocou em uma operação vinculada à entrada na Bolsa de uma pequena empresa, J-Com.

Ao invés de vender uma ação da J-Com por 610.000 ienes, ele colocou 610.000 ações da J-Com a um iene a unidade.

Este erro provocou o caos no mercado de Tóquio e a Mizuho Securities calculou que o engano custaria à empresa quase 40 bilhões de ienes (280 milhões de euros).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;