Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 26 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Ao lado de deputados do Centrão, Bolsonaro inaugura obra iniciada pelo PT no CE

Antonio Cruz/ABr/Fotos Públicas Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


26/06/2020 | 16:54


Ao lado de deputados do Centrão, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez uma rápida passagem pela região nordeste do país na manhã desta sexta, 26. Ele esteve em Salgueiro em Pernambuco, além de Juazeiro do Norte e Penaforte, na região do Cariri, sul do Ceará.

Junto com uma comitiva de ministros, e aliados, inaugurou parte da Transposição do Rio São Francisco, um projeto que iniciou ainda em 2007, durante o governo Lula. A transposição teve orçamento inicial de cerca de R$ 5 bi. A previsão é que, ao final de todo o projeto, o gasto seja em torno de R$ 12 bi.

Sem falar com a imprensa, o presidente reservou momentos para gravar vídeos com políticos aliados. Ministros de estado também foram assediados por apoiadores que tiveram acesso privilegiado à comitiva.

Os ministros Augusto Heleno (Segurança Institucional), Tarcísio de Freitas (Infraestrutura), Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Tereza Cristina (Agricultura) também participaram do ato simbólico.

Deputados acompanharam Bolsonaro na programação, que iniciou ainda no aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte. A maioria dos políticos ao lado do presidente era cearense. Eles fazem parte do chamado Centrão. Os deputados federais Capitão Wagner (Pros), Pedro Bezerra (PTB), Roberto Pessoa (PSDB), Dr. Jaziel (PL) e Domingos Neto (PSD) chegaram juntos com Bolsonaro em Penaforte. O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) também viajou.

Os governadores de Pernambuco e Ceará, Paulo Câmara (PSB) e Camilo Santana (PT), respectivamente, foram convidados, mas se recusaram a participar da solenidade. Em uma transmissão ao vivo, Bolsonaro disse que contaria com a presença dos dois.

O Palácio havia sugerido uma visita conjunta com Camilo ao local da obra ou pelo menos um encontro rápido no aeroporto em Juazeiro do Norte. Na quinta-feira, 25, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, esteve com o governador em Fortaleza e levou o convite de Bolsonaro.

Em Salgueiro, o presidente apertou a tecla de um computador para acionar a estação de bombeamento. Já no lado cearense, em Penaforte, esperou a chegada das águas que encherão o reservatório Jati. As águas do Projeto de Integração do Rio São Francisco devem levar cerca de dois meses para abastecer todo o reservatório.

Usando máscara, o presidente aguardou a chegada das águas enquanto atendia apoiadores. Para gravar vídeos, no entanto, Bolsonaro abaixou a proteção e abraçou simpatizantes. Há um decreto do governo cearense que obriga o uso de máscaras em todo o estado.

Manifestações

Ao fim da solenidade, Bolsonaro foi ao encontro de moradores do local. Ele se aproximou da aglomeração de pessoas e, já sem máscara, abraçou alguns presentes. Ao lado, com certa distância para os apoiadores do presidente, um grupo exibiu uma faixa com a foto do ex-presidente Lula, escrito "PT 40 anos". Não houve registro de confusão entre os grupos.

Médicos se manifestam contra ida de Bolsonaro ao Ceará

"Quem despreza a vida não é bem-vindo ao Ceará" é uma das frases que foram projetadas em prédios e espaços em diversos bairros de Fortaleza. Médicos e médicas cearenses, reunidos no Coletivo Rebento - Médicos em Defesa da Ética, da Ciência e do SUS, realizaram na noite de quinta-feira, 25, véspera da visita do presidente da República, Jair Bolsonaro, ao Ceará, manifestação com projeções em prédios, em diversos bairros.

A manifestação foi em repúdio à condução pelo Governo Federal da grave crise de saúde pública, com mais de 55 mil óbitos pelo coronavírus.

Os médicos e médicas participantes do ato público percorreram diversos bairros da capital cearense, começando pelo Curió, na periferia, passando pelos ditos "bairros nobres", como Aldeota e Meireles, e seguindo pelo Benfica e pelo Centro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ao lado de deputados do Centrão, Bolsonaro inaugura obra iniciada pelo PT no CE


26/06/2020 | 16:54


Ao lado de deputados do Centrão, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez uma rápida passagem pela região nordeste do país na manhã desta sexta, 26. Ele esteve em Salgueiro em Pernambuco, além de Juazeiro do Norte e Penaforte, na região do Cariri, sul do Ceará.

Junto com uma comitiva de ministros, e aliados, inaugurou parte da Transposição do Rio São Francisco, um projeto que iniciou ainda em 2007, durante o governo Lula. A transposição teve orçamento inicial de cerca de R$ 5 bi. A previsão é que, ao final de todo o projeto, o gasto seja em torno de R$ 12 bi.

Sem falar com a imprensa, o presidente reservou momentos para gravar vídeos com políticos aliados. Ministros de estado também foram assediados por apoiadores que tiveram acesso privilegiado à comitiva.

Os ministros Augusto Heleno (Segurança Institucional), Tarcísio de Freitas (Infraestrutura), Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Tereza Cristina (Agricultura) também participaram do ato simbólico.

Deputados acompanharam Bolsonaro na programação, que iniciou ainda no aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte. A maioria dos políticos ao lado do presidente era cearense. Eles fazem parte do chamado Centrão. Os deputados federais Capitão Wagner (Pros), Pedro Bezerra (PTB), Roberto Pessoa (PSDB), Dr. Jaziel (PL) e Domingos Neto (PSD) chegaram juntos com Bolsonaro em Penaforte. O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) também viajou.

Os governadores de Pernambuco e Ceará, Paulo Câmara (PSB) e Camilo Santana (PT), respectivamente, foram convidados, mas se recusaram a participar da solenidade. Em uma transmissão ao vivo, Bolsonaro disse que contaria com a presença dos dois.

O Palácio havia sugerido uma visita conjunta com Camilo ao local da obra ou pelo menos um encontro rápido no aeroporto em Juazeiro do Norte. Na quinta-feira, 25, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, esteve com o governador em Fortaleza e levou o convite de Bolsonaro.

Em Salgueiro, o presidente apertou a tecla de um computador para acionar a estação de bombeamento. Já no lado cearense, em Penaforte, esperou a chegada das águas que encherão o reservatório Jati. As águas do Projeto de Integração do Rio São Francisco devem levar cerca de dois meses para abastecer todo o reservatório.

Usando máscara, o presidente aguardou a chegada das águas enquanto atendia apoiadores. Para gravar vídeos, no entanto, Bolsonaro abaixou a proteção e abraçou simpatizantes. Há um decreto do governo cearense que obriga o uso de máscaras em todo o estado.

Manifestações

Ao fim da solenidade, Bolsonaro foi ao encontro de moradores do local. Ele se aproximou da aglomeração de pessoas e, já sem máscara, abraçou alguns presentes. Ao lado, com certa distância para os apoiadores do presidente, um grupo exibiu uma faixa com a foto do ex-presidente Lula, escrito "PT 40 anos". Não houve registro de confusão entre os grupos.

Médicos se manifestam contra ida de Bolsonaro ao Ceará

"Quem despreza a vida não é bem-vindo ao Ceará" é uma das frases que foram projetadas em prédios e espaços em diversos bairros de Fortaleza. Médicos e médicas cearenses, reunidos no Coletivo Rebento - Médicos em Defesa da Ética, da Ciência e do SUS, realizaram na noite de quinta-feira, 25, véspera da visita do presidente da República, Jair Bolsonaro, ao Ceará, manifestação com projeções em prédios, em diversos bairros.

A manifestação foi em repúdio à condução pelo Governo Federal da grave crise de saúde pública, com mais de 55 mil óbitos pelo coronavírus.

Os médicos e médicas participantes do ato público percorreram diversos bairros da capital cearense, começando pelo Curió, na periferia, passando pelos ditos "bairros nobres", como Aldeota e Meireles, e seguindo pelo Benfica e pelo Centro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;