Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Dólar oscila e cai em meio a exterior positivo e ação da PF sobre bolsonaristas

Reprodução/Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


27/05/2020 | 09:50


O dólar teve volatilidade moderada nos primeiros negócios desta quarta-feira, mas um viés de baixa predomina com o persistente apetite por ativos de risco no exterior. Pesou na alta, mais cedo, o mal-estar do investidor com a nova operação da Polícia Federal (PF) focando em bolsonaristas, relativa ao inquérito sobre fake news que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF).

No câmbio, a subida da moeda americana mais cedo acompanhou ainda o fortalecimento do dólar ante algumas divisas emergentes ligadas a commodities, como o peso mexicano, o peso chileno e o dólar australiano, com o aumento das tensões entre EUA e China voltando a pesar no sentimento de investidores.

A escalada dos casos de covid-19 no País é outro foco de atenção. Nesta terça, o Brasil registrou , pelo segundo dia seguido, o maior número de mortes no mundo por covid-19 em um período de 24 horas: 1.039 óbitos - 447 mortes a mais do que nos EUA. Ainda assim, o presidente Bolsonaro voltou a criticar o isolamento e a economia parada e disse que só quem é "fraco", "doente" e "mais idoso" deve se preocupar com coronavírus.

No entanto, Pesquisa Datafolha realizada na segunda-feira (25) e na terça-feira (26) com 2.069 entrevistados mostra que 60% dos brasileiros concordam com o "lockdown", medida de confinamento social radical, para conter a pandemia do novo coronavírus. Outros 36% responderam que são contrários, 2% não souberam responder e 1% se diz indiferente.

Às 9h27 desta quarta, o dólar à vista caía 0,75%, a R$ 5,3183. Na máxima, subiu a R$ 5,3603 (+0,05%). O dólar junho recuava 0,69%, a R$ 5,3190, ante máxima em R$ 5,3610 (+0,08%).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dólar oscila e cai em meio a exterior positivo e ação da PF sobre bolsonaristas


27/05/2020 | 09:50


O dólar teve volatilidade moderada nos primeiros negócios desta quarta-feira, mas um viés de baixa predomina com o persistente apetite por ativos de risco no exterior. Pesou na alta, mais cedo, o mal-estar do investidor com a nova operação da Polícia Federal (PF) focando em bolsonaristas, relativa ao inquérito sobre fake news que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF).

No câmbio, a subida da moeda americana mais cedo acompanhou ainda o fortalecimento do dólar ante algumas divisas emergentes ligadas a commodities, como o peso mexicano, o peso chileno e o dólar australiano, com o aumento das tensões entre EUA e China voltando a pesar no sentimento de investidores.

A escalada dos casos de covid-19 no País é outro foco de atenção. Nesta terça, o Brasil registrou , pelo segundo dia seguido, o maior número de mortes no mundo por covid-19 em um período de 24 horas: 1.039 óbitos - 447 mortes a mais do que nos EUA. Ainda assim, o presidente Bolsonaro voltou a criticar o isolamento e a economia parada e disse que só quem é "fraco", "doente" e "mais idoso" deve se preocupar com coronavírus.

No entanto, Pesquisa Datafolha realizada na segunda-feira (25) e na terça-feira (26) com 2.069 entrevistados mostra que 60% dos brasileiros concordam com o "lockdown", medida de confinamento social radical, para conter a pandemia do novo coronavírus. Outros 36% responderam que são contrários, 2% não souberam responder e 1% se diz indiferente.

Às 9h27 desta quarta, o dólar à vista caía 0,75%, a R$ 5,3183. Na máxima, subiu a R$ 5,3603 (+0,05%). O dólar junho recuava 0,69%, a R$ 5,3190, ante máxima em R$ 5,3610 (+0,08%).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;