Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 16 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Gleisi banca candidatura de Marinho ao governo paulista

Denis Maciel/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Presidente nacional do PT tenta abafar debate para retirar ex-prefeito do páreo no Estado


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

18/07/2018 | 07:36


A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, assegurou que o ex-prefeito de São Bernardo e mandatário do PT no Estado, Luiz Marinho, será candidato ao governo paulista em outubro. A resposta da senadora, por meio de mensagem em sua conta no Twitter, visa conter especulações que surgiram na semana passada sobre uma possível retirada do projeto de Marinho em troca do apoio nacional do PSB à candidatura do PT à Presidência da República – independentemente se o cabeça da chapa, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, hoje preso no âmbito da Lava Jato, se viabilizar ou não.

“Nem o PT ofereceu apoio nem Márcio França nos pediu para apoiá-lo. Em São Paulo nosso candidato é Marinho. Temos conversações com a direção nacional do PSB para apoio à candidatura Lula”, escreveu a dirigente nacional.

Pelas conversas de bastidores, o PT aceitaria retirar Marinho da disputa estadual e indicar um vice na chapa de reeleição do governador Márcio França (PSB), desde que o PSB nacional embarcasse no projeto do petismo. Os nomes dos ex-ministros Aloizio Mercadante e Miriam Belchior, essa com raízes em Santo André, foram comentados – Miriam, aliás, agradou parte da cúpula socialista.

Apesar das discussões, o grupo de Márcio França negou veementemente a possibilidade de se aliar ao PT no pleito ao Palácio dos Bandeirantes. Caio França (PSB), deputado estadual, filho de Márcio França e integrante do núcleo duro da campanha do PSB em território paulista, sacramentou que não há nenhuma chance de PT e PSB caminharem na mesma raia no pleito ao governo do Estado.

Luiz Marinho tem sofrido para subir nos índices eleitorais em pesquisas realizadas até o momento. No levantamento feito pelo Ibope e divulgado no fim do mês passado, o petista foi citado apenas por 3% dos eleitores entrevistados. Os líderes são o ex-prefeito da Capital João Doria (PSDB), com 19%, e o presidente licenciado da Fiesp, Paulo Skaf (MDB), com 17%.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Gleisi banca candidatura de Marinho ao governo paulista

Presidente nacional do PT tenta abafar debate para retirar ex-prefeito do páreo no Estado

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

18/07/2018 | 07:36


A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, assegurou que o ex-prefeito de São Bernardo e mandatário do PT no Estado, Luiz Marinho, será candidato ao governo paulista em outubro. A resposta da senadora, por meio de mensagem em sua conta no Twitter, visa conter especulações que surgiram na semana passada sobre uma possível retirada do projeto de Marinho em troca do apoio nacional do PSB à candidatura do PT à Presidência da República – independentemente se o cabeça da chapa, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, hoje preso no âmbito da Lava Jato, se viabilizar ou não.

“Nem o PT ofereceu apoio nem Márcio França nos pediu para apoiá-lo. Em São Paulo nosso candidato é Marinho. Temos conversações com a direção nacional do PSB para apoio à candidatura Lula”, escreveu a dirigente nacional.

Pelas conversas de bastidores, o PT aceitaria retirar Marinho da disputa estadual e indicar um vice na chapa de reeleição do governador Márcio França (PSB), desde que o PSB nacional embarcasse no projeto do petismo. Os nomes dos ex-ministros Aloizio Mercadante e Miriam Belchior, essa com raízes em Santo André, foram comentados – Miriam, aliás, agradou parte da cúpula socialista.

Apesar das discussões, o grupo de Márcio França negou veementemente a possibilidade de se aliar ao PT no pleito ao Palácio dos Bandeirantes. Caio França (PSB), deputado estadual, filho de Márcio França e integrante do núcleo duro da campanha do PSB em território paulista, sacramentou que não há nenhuma chance de PT e PSB caminharem na mesma raia no pleito ao governo do Estado.

Luiz Marinho tem sofrido para subir nos índices eleitorais em pesquisas realizadas até o momento. No levantamento feito pelo Ibope e divulgado no fim do mês passado, o petista foi citado apenas por 3% dos eleitores entrevistados. Os líderes são o ex-prefeito da Capital João Doria (PSDB), com 19%, e o presidente licenciado da Fiesp, Paulo Skaf (MDB), com 17%.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;